Notas Extremas # 21


Hail Headbangers, como é tradição aqui no site vamos estar divulgando o que ocorre na cena Underground Acompanhe nossas Notas Extremas:

01_ Deep Memories: primeiro lyric video retirado de ‘Rebuilding The Future’ é lançado 


Já está disponível o primeiro lyric video retirado do aguardado debut do projeto Deep Memories  ‘Rebuilding The Future’. A música escolhida é a a faixa que abre o disco, ‘When the Time for My Last Breath Comes’. A edição do vídeo ficou por conta de Gustavo Razia, confira:
https://www.facebook.com/deepmemoriesbrazil/videos/549592838795439/?t=0

 A tempo de dizer que Rebuilding The Future’ foi lançado no dia 21 de setembro, simultaneamente no Brasil, Japão e Rússia pelos selos Heavy Metal Rock e Misanthropic Records (Bra), Invasion of Solitude Records (Jap) e GS Productions (Rus), respectivamente.
Ouça uma música do Ep In to Deep....




2- Miasthenia: banda parte para a Europa em outubro:
Em breve um dos maiores nomes do Metal Extremo brasileiro,  Miasthenia cruzará o Atlântico para estrear sua primeira turnê pela Europa.
A banda parte no começo de outubro e passa por países como Portugal, Espanha, França, Alemanha e Bélgica. Todos os deatalhes de cada show da tpur podem ser conferidos nos canais oficiais da banda.
A turnê será para divulgar o premiadíssimo ‘Antípodas’, eleito um dos discos do ano passado e mais recente trabalho da horda. Claro que por ser a primeira vez do trio no Velho Mundo, muitos de seus clássicos também serão apresentados ao vivo.

O novo álbum, ‘Antípodas’, está à venda em digipack e pode ser comprado pelo e-mail: miasthenia.vendas@gmail.com. Ele também está disponível em formato digital



3- THE BLACK GOAT: Codex Imperium disponível para Streaming e Download.

No dia 14 de setembro de 2018 a banda The Black Goat lançou o EP Codex Imperium em um show de tirar o fôlego do público presente, a banda executou seu show distribuindo palavras de ordem, blasfêmia e caos contra as religiões; Endumentarias, corpse paint e incensos foram exibidos durante a apresentação da banda o que tornou o cenário do show digno de uma atuação impecável;

É possível adquirir o trabalho através do Bandcamp oficial da banda seguindo o link abaixo;
http://theblackgoatoficial.bandcamp.com/track/the-satanist-2


4- THE CROSS – regravação de “The Fall” com participação do vocalista do Malefactor

A banda baiana THE CROSS, pioneira no Brasil quando se trata de Doom Metal, está regravando a lendária demo “The Fall” para comemorar os vinte e cinco anos de seu lançamento. Para isto alguns seletos vocalistas foram convidados para abrilhantar ainda mais as novas versões.

O “escalado” para participar da regravação da música “Flames of Deceit” foi nada mais nada menos que Lord Vlad da lendária banda baiana de Unholy Metal Malefactor. No vídeo  abaixo Lord Vlad comenta sobre sua participação, além de podermos conferir um trecho da sua participação:


5-  Cronos N.T: EP debut "Acto Alpha" lançado:  A banda paulista de Metal Cronos N.T, lançou este mês (07/09)  seu EP de estréia nas plataformas digitais de forma independente.
O EP contém 7 faixas com o conceito de tonar real a citação de Chuck Schuldiner: “Death Metal, Black Metal, Speed Metal, Thrash Metal. Tire a primeira palavra de todas elas e deixe uma só: Metal!” por tanto é notável a presença de diferentes subgêneros entre as faixas.

A banda formada em 2012 iniciou a produção do EP "ACTO ALPHA" em 2016, através de recursos próprios foi finalizado somente 2 anos após, em 2018 com o dia da independência sendo simbólico para tal lançamento. A arte ficou a cargo de Leonardo Tassi e se encontra disponível nas principais plataformas digitais

6_ Drowned: box-set exclusivo tem poucas unidades disponíveis:


Drowned decidiu presentear seus fãs com o lançamento de um Box set Exclusivo do seu novo álbum, ‘7th’, está em suas últimas unidades e não será fabricado mais. Para comprar a belíssima versão especial, basta visitar o link abaixo. Envio para todo o Brasil:https://cogumelorecords.loja2.com.br/8344221-Box-Drowned-7TH

Na caixa estão inclusos os seguintes itens:

• Caixa em Madeira
• CD ‘7th’
• Camiseta Exclusiva
• Poster

‘7th’ foi lançado no Brasil pela Cogumelo Records e na América do Norte pela Grayhaze Records. Além do BOX, o disco também está disponível em versão simples, em digipack, à venda com a banda, nas melhores lojas e com a Cogumelo.

 7- Nova Coletâneas da Rock Meeting lançada: Com intuito de divulgar a cena a Rock Meeting lança as suas coletâneas a mais recente chama- se: ‘Rock Meeting Collection SIX’. Com 21 nomes do nosso Underground participam as bandas: Alchimist, Angel's Fire, Decomposed God, Decomposing, Im The Storm, Infested Blood, Korvak, Malkuth, Megahertz, Natural Hate, Necro, Obskure, Sanctifier, Siege of Hate, Son of a Witch, Still Living, Suffocation of Soul, Tanatron, Tchandala, Torturizer e Warcursed.

Em breve estaremos resenhando essas edições segue o link da mais recente para fazer o download: http://www.rockmeeting.net/RockMeetingCollection


8 The Evil confirmado no MANIACS METAL MEETING.

Um dos grandes nomes do Doom Metal nacional foi confirmados no Maniacs desse ano tratam se de The Evil e uma horda formada originalmente em 2012, ganhou notoriedade no ano de 2017 ao lançar seu debut álbum autointitulado, o qual segue divulgando em seus shows atualmente. Sendo que indicamos esse trabalho com um dos melhores lançamentos de 2017


9- Psychotic Eyes interpreta Chico Buarque pela perspectiva do metal da morte 
“The Girl”, versão de “Geni e o Zepelim”, presente no segundo álbum do grupo, é relançada com a letra original de Chico Buarque

“Joga pedra na Geni. Joga bosta na Geni. Ela é feita para apanhar, ela é boa de cuspir. Ela dá pra qualquer um, maldita Geni”.
A letra de “Geni e o Zepelim”, de Chico Buarque, tem algo de death metal. Talvez muito mais do que qualquer letra sobre corpos humanos em putrefação ou sobre um culto de adoração a satã.

O Psychotic Eyes percebeu isso lá em 2011, na ocasião do lançamento de seu segundo álbum, “I Only Smile Behind The Mask”. No tracklist do disco havia “The Girl”, uma versão death metal para a citada música de Chico Buarque, porém com letra diferente, em inglês.

Mas durante as sessões de gravação do álbum, o grupo, hoje capitaneado pelo vocalista/guitarrista Dimitri Brandi e pelo baixista Douglas Gatuso, também registrou uma segunda versão, com a letra original, em português. Guardada a sete chaves durante sete anos, essa versão está agora disponível nas plataformas digitais e foi lançada como faixa bônus de “I Only Smile Behind The Mask”. 



Para ouvir, acesse:
Spotify: https://spoti.fi/2pmF0Xh
Deezer: http://bit.ly/2pnG0dS
Google Play: http://bit.ly/2DebbSN






Semana Farroupilha: Conheça 10 bandas do Underground Gaúcho


O 20 de Setembro é a data máxima para os gaúchos. Neste dia celebram-se os ideais da Revolução Farroupilha, que tinha como objetivo propor melhores condições econômicas ao Rio Grande do Sul. Foi nessa data no ano de 1835, tropas lideradas por Bento Gonçalves marcharam para Porto Alegre, tomando a capital gaúcha e dando início à guerra.

Como Formar de homenagear essa data ontem postamos a resenha do novo álbum do Krisiun um dos grandes orgulhos da cena gaúcha, mas como o Underground pulsa forte nas terras sulinas decidimos ampliar essa homenagem e apresentamos 10 bandas do Underground gaúcho. Optamos por bandas que possam não ser tão conhecidas e por isso mesmo fazemos questão de divulgar os seus trabalhos.


1) Abate Macabro: A horda declara que realiza um Butcher Brutal Black Metal Bebado! E realmente ao assistir uma apresentação da banda essa definição é muito próxima do som que executam, entre seus trabalhos destaco a primeira demo Arrastando a Cabeça do Porco para o Inferno. Atualmente formada por: Aécio Antichrist - Vocal e Bateria Duda Mendigore - Vocal e Baixo Marcos Executioner - Vocal e Guitarra



2) Carniça Desde 19991 fazendo Thrash Metal, sem duvida só o simples fato de possuir essa trajetória já seria o bastante para classificar a banda nos grandes nomes do metal gaúcho, mas além disso os caras tiveram a manha de fazer uma musica em português no seu ultimo registro auto intitulado Carniça chamada revolução farroupilha , mais que uma musica isso é uma aula de história. O carniça é heavy "rotten" metal formado por Mauriano Lustosa - Vocal Parahim Neto - Guitarras e Backing Vocals Marlo Lustosa - bateria Vinicius Durli - Baixo



3)Carcinosi: Formada no ano de 19996, e depois de dar uma pausa nas suas atividades a Carcinosi esta de volta e nós fãs de Death Metal ganhamos muito com isso, já que a banda executa um som na velha escola e honra o nome do metal gaúcho, destaco a demo Transfigured in Cancerous Atrocities
atualmente o Carcinosi é formado por : Tiago vargas (Baixo/Vocal) Bruno Petter (guitarra) Alysson dos Santos (Bateria)


4) Four dead Passengers: um dos nomes mais recentes dessa lista, formada em 2016 a banda mantem viva a chama do Death Metal gaúcho sendo que é impressionante a violência com influencias de Grind no som da banda como é possível perceber no trabalho Social State of Decay, banda formada por: Israel Savaris - Vocal André Freitas - Guitarra  Carlos Paiva - Baixo  Léo Hatred - Bateria

5) Imortal Perséfone: Black Metal totalmente voltada para a velha escola ou seja blasfêmia e uma produção suja com guitarras cortantes e bateria que maltrata as peles do instrumento, se assim como eu esse tipo de som te agrada, com certeza deves conhecer a Horda atualmente formada por Évora Morgana Guitarras Mephistopheles Bateria  Lucifugo Vocal Tanathos Baixo.


6)In Torment: A maquina de Death Metal In Torment na verdade é uma das formações mais brutais que a região gaucha já teve a desgaça de criar formada no ano de 1997, sendo que a banda passou por hiatos mas sempre quando voltou a besta estava totalmente idomável como foi provado em 2006 com o seu trabalho: Diabolical Mutilation Of |Tormented Souls, depois de turnês internacionais onde tocaram com grandes nomes do Metal extremo mundial  a horda lançou mais alguns trabalhos sendo o mais recente Sphere of Metaphysical Incarnations formada porAlexandre Graessler - Guitarras Alex Zuchi - Vocal  Rafael Giovanoli - Guitarras Bruno Fogaça - Baixo Cassio Canto Bateria



7)  SuperSonic Brewer Uma cria bastarda entre um Megadeth com Zz Top ou um Testament possuído por uma alma sulista, consegue imaginar esse tipo de som ? essa e a proposta da banda formada no ano de 2004 . Na sua discografia destaca se o seu segundo trabalho Overthrow the Bastard, onde a proposta de Heavy /Thrash da banda esta mais entrosada atualemnte formada por Vinicius Durli - Baixo e vocal Rodrigo Fiorini - Guitarra Jovani Fracasso - Guitarra Evandro "piki" - Bateria



8) Symphony Draconis: Sou suspeito para falar dessa banda que é uma das minhas hordas favoritas, e acredito que o seu Debut The Supreme Art of Renunciation é um marco para a cena. Formada no ano de 2006 cravada com o proposito de profanar os falsos ídolos porém a grande virada de mesa foi a entrada de Stiemm Nechard nos vocais que deu para a banda uma maior amplitude na sua sonoridade completam a horda Thiernox - Guitarras Aym - Guitarras Helles Vogel - Bateria E. Follmer - Baixo



9) Morthur formada no ano de 2013 o Morthur é um power trio de Black Death Metal e depois de muita batalha no Underground lançaram um poderoso trabalho Between the Existence and the End atualmente o trio vem trabalhando em novas composições onde irão aprofundar questões do nilismo e o caminho da mão esquerda. Atualmente formada por Jeferson Casagrande - Guitarra e vocal
Marco Antonio Zanco - Baixo  e André Cândido - Bateria



10) Worsis:  formada no ano de 2014 com o nome de Kairos a banda executava covers de Sepultura, Exodus entre outros, porém de pois de passar por algumas mudanças de formações, resolveram investir em som autoral e isso foi muito bom sendo que percebemos isso no single intitulado: "What Remains Of The Future?". No ano de 2017 temos a mudança para o nome atual, e o lançamento do trabalho blinded by the system.



Krisiun – Scourge of the Enthroned (2018) Ódio Underground


Desde que o Underground Extremo foi criado sempre tivemos a visão de não resenhar bandas mainstream afinal de contas eles não precisam de divulgação, mas com o Krisiun a história é outra não importa que gravadora a banda esteja, ou quantos cds eles vendam a essência do trio gaúcho sempre será o Underground mais extremo e Scourge Of The Enthroned é um cala boca para os críticos, esqueça esse papo de volta as raízes o Krisiun sempre foi e sempre será acima de tudo Death Metal 666% nacional. 



Desnecessário falar da importância desse nome para a cena, basta ouvir trabalhos com Black Force Domain ,Apocalyptic Revelation (98), Conquerors of Armageddon e porque estou citando esses trabalhos, porque sem duvida eles ouviram esses trabalhos e decidiram gravar mais um clássico.

Alex Camargo (vocal/baixo), Moyses Kolesne (guitarra) e Max Kolesne (bateria) possuem uma espécie de simbiose com seus instrumentos, mas antes de chegar nas musicas em si é importante ressaltar a produção de Andy Classen que sabe como poucos mostrar toda a técnica que o Death Metal carrega consigo.

Com oito musicas, é possível dizer que temos um trabalho homogêneo pouco mais de 38 minutos que te rirão te fazer ter a sensação de hecatombe sonora Scourge of the Enthroned a faixa titulo abre o trabalho repare como não tem intro barulhinho de vento ou orquestras e apenas Death Metal veloz e bruto sem pausas Demonic III é velocidade em prol da musica extrema e que solos ,“Devouring Faith” e Slay the Prophet além de poderosas tem letras bem marcantes vale a pena conferir

A Thousand Graves e “Whirlwind of Immortality”, tem mudanças de andamento e riffs ferozes "Electricide”, já é uma das minhas favoritas em toda a discografia do Krisiun e Abysmal Misery (Foretold Destiny) é a mais curta feita exclusivamente para destruir nossos pescoços.



Se Scourge of the Enthroned sera um clássico só o tempo irá dizer porém já afirmo sem chances de errar estamos diante de um dos melhores trabalhos do Death Metal Mundial, isso é Krisiun sem mais.

Track List 

01. Scourge of the Enthroned

02. Demonic III

03. Devouring Faith

04. Slay the Prophet

05. A Thousand Graves

06. Electricide

07. Abysmal Misery (Foretold Destiny)

08. Whirlwind of Immortality

JackDevil – Evil Strikes Again (2015) O Mal Retorna


Sabe porque a volta da JackDevil com a formação original foi tão comemorada? Provavelmente isso se deve a essa ser a melhor formação da banda responsável por lançar trabalhos sólidos como Evil Strikes Again trabalho lançado em 2015 e hoje pode ser visto com um dos grandes trabalhos lançado no metal nacional recentemente.


A banda vinha em uma grande demanda de produções o que até assusta pois desde 2012 forma lançados Ep’s Under the Satan Command e Faster Than Evil e o álbum Unholy Sacrifice sendo que Evil Strikes Again vem ser o segundo trabalho completo, e sem aquela preocupação de inventar algo novo a banda se fixa no Thrash da velha escola onde aparecem elementos do Heavy Metal tradicional tudo isso levado a enésima potência da agressividade e velocidade como esse maranhenses sempre nos apresentaram tão bem. 

Evil Strikes Again é um hino da banda, além disso tem um clipe impagável que mostra que a banda também tem um humor peculiar, na sequencia Devil Awaits e Satan's Rite poderiam estar no álbum de qualquer grande banda dos anos oitenta, pois tem solos inspirados, aquela paradinha brutal em alguns momentos e os refrões em coro que ao vivo devem gerar punhos erguidos e muito Mosh na pista. 


O lado mais Heavy da banda esta presente em faixas como em Nightcrawler e The Reaper quero destacar os vocais de André pois ele consegue passar identidade para sua performance, possivelmente você ouve e vai logo identificar que trata se da Jackdevil. Também não posso deixar de me referir ao baixo de Renato Speedwolf que da uma aula de como o instrumento tem que ser tocado no Thrash metal, olho nesse cara que em breve será uma referencia para o estilo.

Apontado com um dos melhores trabalhos de 2015, e com todo o respeito as formação anterior mas graças a Satã a JackDevil está de volta. 



Àlbum gravado por:

 André Nadler (Vocal/Guitarra)

 Ric Mukura (Guitarra)

Renato Speedwolf (Baixo)

 Felipe Stress (Bateria)

Track List

01. Abaddon

02. Evil Strikes Again

03. Devil Awaits

04. Satan's Rite

05. Nightcrawler

06. Bestial Warlust

07. Beelzebub

08. The Reaper

09. Death by Red Lights

10. Black Witch

11. Cangaço

Torture Squad: Hellbound – Dez anos das fronteiras do inferno sendo rompidas


A missão era complicada, afinal de contas o próximo trabalho teria que superar Pandemonium um dos trabalhos mais fortes não só da banda como de todo o metal nacional, então foi com muita expectativa que foi lançado Hellbound, e essa resenha vem comemorar o primeiro decênio deste trabalho e de acordo coma atual vocalista da banda Mayara Undead esse é o seu álbum favorito da discografia da banda, ouvindo o mesmo da para saber porque.

Na época o Torture era composto por " Vitor Rodrigues (voz), Castor (baixo), Amílcar Christófaro (bateria) e Maurício Nogueira (guitarra ) sendo que a cozinha ainda continua na formação do Torture.

O trabalho abre com a intro "MMXII" para quem não se ligou esse númeo é 2012 em algarismo romanos que de acordo com o calendário maia representava o fim de um ciclo e começo de um novo, o que foi mal interpretado como apocalipse, vale dizer que nessa orquestrações temos a presença de Fabio Laguna (Hangar, Angra entre outros), como já disse aqui algumas vezes não curto intros mas essa faz bem o papel de abrir espaço para Living For the Kill que refrão e as paradinhas ao longo da música são brutais 


"The Beast Within" na minha opinião é um dos melhores trabalhos do vocal de Victor,e Mayara conseguiu não copiar pelo contrario colocou suas personalidade ficou muito bom, com elementos do Thrash, já em The Fall Of Man vai na linha mais Death Metal mostrando o poderio da banda.

Se fosse preciso apresentar apenas uma musica desse álbum com certeza seria Chaos Corporation que foi sabiamente escolhida como single, uma musica perfeita para a destruição de seu pescoço.

A ideia não é dissecar o álbum faixa a faixa, o que seria muito cansativo para quem está lendo mas vale dizer que não podemos deixar de fora In The Cyberwar com sua levada mais cadenciada e The Four Winds outro belo interlúdio. 

Elementos orientais aparecem na faixa titulo e conseguem de forma bem harmônica se relacionarem com o Thrash, fazendo o trabalho encerrar nos deixando impressionados.

Para encerrar de forma épica, "Hellbound" conta com a participação de Fábio Golfetti (Violeta de Outono) no começo da música, fazendo o som da cítara. O clima oriental dá lugar a partes bem cadenciadas, com riffs e palhetadas muito boas e, a partir do meio, o Thrash cai como uma bomba para encerrar o disco com a energia lá em cima.

Tal trabalho deve ser sempre bem reverenciado por isso que atualmente a banda esta tocando o mesmo na integra e estaremos em uma dessas apresentações então fiquem atentos no Underground Extremo. 



Track List:
1. MMXII (Intro)
2. Living for the Kill
3. The Beast Within
4. The Fall of Man
5. Chaos Corporation
6. Man Behind the Mask
7. In The Cyberwar
8. Twilight for All Mankind
9. The Four Winds (Instrumental)
10. Hellbound

Shadowside: "Shades of Humanity" / Sempre Indo Além

Foi no ano de 2001 que a banda de Santos - SP, "Shadowside", lançou "Dare to Dream", e tal titulo não poderia ser mais sintomático pois eles ousaram a sonhar, ousaram ir além e hoje é uma força representativa do metal brasileiro.

Entretanto, a banda tinha uma difícil missão, superar o poderoso "Inner Monster Out", um trabalho irretocável que fez a banda atingir patamares inimagináveis, pois bem, passaram-se seis anos e em setembro de 2017, nos foi apresentado a "Shades of Humanity", e o que achamos de tal trabalho você encontra nas próximas linhas...

Primeiramente, podemos dizer que "Shades of Humanity" é um sucessor direto de IMO, para quem curtiu o trabalho anterior (assim como eu), esse é um fator positivo, porém, para quem esperava uma reestruturação na fórmula, pode achar que a banda se acomodou, o que na verdade, seria uma visão bem reducional.


Aqui Magnus Rosén, faz sua estreia e o ex "Hamerfall" está bem integrado a banda, sendo que, seu nome aparece em algumas composições, e falando nelas, sem dúvida, esse sempre foi um dos pontos altos do "Shadowside", "Alive" é um convite ao bate cabeça, com os vocais de Dani Nolden, como sempre de cair o queixo, é notável como ela consegue colocar interpretação em cada letra, sem sombra de dúvida ela está um passo a frente de muitas vocalistas femininas, além de a música ter ganho um vídeo clipe fantástico:

"The Fall", que abre o CD, já nos demonstra o cuidado com a produção, feita por Fredrik Nordström e Henrik Udd, repare no peso das guitarras e lembre que entre trabalhos já assinados por eles, temos "IN Flames" e "Arch Enemy", tais influências estão presentes em “Beast Inside" e "Drifter”
A banda mostra também novos caminhos, que podem aparecer em trabalhos como "Stream of Shame", ao mesmo tempo que deixa a sua marca com "What If", sendo aquela música que ao ouvir, você sabe que se trata de "Shadowside"


Evoluir sem perder a personalidade e lançar um trabalho marcante, quantas bandas podem se orgulhar de fazer isso? Sem dúvida poucas, e o "Shadowside" se confirma como mais uma banda que nos encherá de orgulho mundo afora, longa vida ao Metal Nacional!!!

Line-up:
Dani Nolden (vocal, teclados)
Fabio Buitvidas (bateria)
Raphael Mattos (guitarra)
Magnus Rosén (baixo)

Tracklist:
1. The Fall
2. Beast Inside
3. What If
4. Make My Fate
5. Insidious Me
6. The Crossing
7. Stream of Shame
8. Parade the Sacrifice
9. Drifter
10. Unreality
11. Alive

Notas Extremas # 21


Hail Headbangers, como é nossa missão com Underground estamos divulgando o que ocorre na cena Extrema com nossas notas:

1) Novidades na Obscurity Vision:
Depois de lançar um grande trabalho para a cena extrema Dark Victory Day, a banda anunciou que esta com uma nova formação já que Thiago Junglaus como seu novo baixista. para quem acompanha a cena conhece o musico pois ele integrou a horda  Forest Of Demons como guitarrista e vocalista, se dedica à produção de eventos, como o “Inferno Metal Fest” e “Comando Underground Fest”, onde é um dos apoiadores.
A estreia do novo baixista em eventos será no “Insano Brutal Fest – II”, que ocorrerá no dia 20 de outubro, em Içara/SC, ao lado das já confirmadas Dark New Farm, AlkanzA e Silent Empire. Até o fechamento desta nota o cast do festival não foi encerrado.

Ah tempo de dizer que Dark Victory Day esta disponivel nas plataformas de streaming
Spotify: https://open.spotify.com/artist/0Qv0sAAvzffnT9ZNUpeTsp
Deezer: https://www.deezer.com/br/album/55827882
iTunes/AppleMusic: https://itunes.apple.com/br/album/dark-victory-day/1341026396
Napster: https://us.napster.com/artist/obscurity-vision/album/dark-victory-day-explicit
Anghami: https://play.anghami.com/album/3484223
Tidal/WiMp: https://listen.tidal.com/album/83877657
Amazon Music: http://a.co/dirQpjI
Google Play: https://play.google.com/store/music/album/Obscurity_Vision_Dark_Victory_Day?id=Bvpof6ykg7pv272l2ktmp3ibsm4


2) Novo vídeo da Impiedoso
Recentemente a horda catarinense IMPIEDOSO lançou o videoclipe para a faixa “Pelas Desgraças de deus”, um dos destaques do debut álbum “Reign in Darkness”. Com cenas gravadas durante a apresentação da banda em Guaramirim/SC no dia 07/04/2018, o vídeo veio em comemoração aos 20 anos de carreira ininterruptos da banda e mostra a verdadeira essência do IMPIEDOSO nos palcos, assista agora:


Você encontra  a resenha dese álbum aqui no site


3) Atrações do Maniacs Metal Meeting 2018: Um dos maiores festivais de Metal extremo do país, esta a cada divulgação de banda supreendendo os bangers, por conseguir reunir a nata do metal extremo e ainda faltam 12 nomes ... para não se perder seguem os divulgados até agora:

FACADA - Grindcore (CE)
VELHO - Speed/Black Metal (RJ)
7PELES - Black Metal (RJ)
SYMMETRYA - Melodic Heavy Metal (SC)
CREPTUM - Black Metal (SP)
HUTT - Grindcore (SP)
DOMINUS PRAELLI - Heavy Metal (PR)
WARGORE - Death Metal (PR)
PARADISE IN FLAMES - Black Metal (MG)
MURDER RAPE - Black Metal (PR)
ESKROTA - Crossover/Thrash metal (SP)
DEADNATION - Death Metal (SC)
FLAGELADOR Thrash Metal (SP)
HOLOCAUSTO - Black Metal (MG)
STILL LIFE - Heavy Metal (SC)
CROTCH ROT - Gore Grind (PR)
VERBAL ATTACK - Crossover/Thrash (SC)
OFFAL - Death Metal/GoreGrind (PR)

4) Track list e capa do novo álbum da Flagelador: Previsto para novembro o novo trabalho dos Thrash old school da Flagelador batizado como Predileção pelo Macabro e contara com as faixas indicadas abaixo
Segue abaixo a tracklist do disco com a duração das músicas:

01. Entre o Martelo e a Bigorna (intro) - 0:57
02. Nas Minhas Veias Corre Fogo - 2:17
03. Máxima Voltagem - 3:06
04. Terror Pós-Atômico - 2:18
05. Queimando Nas Chamas
do Heavy Metal - 3:55
06. Micromega - 2:54
07. Eternamente Cinza - 2:20
08. Predileção Pelo Macabro - 11:40
09. O Infiel - 2:56
10. Contra Toda Forma de Poder -(Bônus da edição brasileira) - 2:40
10. M.A.F. (Morte Aos Fachos) - (Bônus da edição portuguesa) - 2:13
Lembrando que o Flagelador é mais uma atração confirmada no MANIACS METAL MEETING 2018.



5)Tchandala: belíssimo videoclipe para a faixa ‘Labyrinth’ está disponível! Quando uma banda talentosa se reúne com um artista idem o que temos é um trabalho primoroso, é isso que podemos dizer do vídeo de ‘Labyrinth’ faixa presente no trabalho Resilience’ O artista citado é Marlon Delano, e o resultado dessa parceria você confere abaixo: 



6) Broken & Boned oficializa novo baterista: Hypocrisy Hymns foi lançado esse ano e é um trabalho forte que mistura death metal com groove fazendo o peso ficar cada vez mais forte. Para seguir nessa estrada a banda recrutou o baterista André Cecim (ex-Anubis tradicional banda da região de Belém, esperamos ver a banda por aqui nos palcos dos Sul. 


7) Gestos Grosseiros: mudanças na formação e novo EP sendo preparado

Um dos nomes mais respeitados do Death Metal nacional, o paulista GESTOS GROSSEIROS, através de seu vocalista e baterista Andy Souza anuncia o desligamento dos músicos Kleber Hora e Eduardo Ossuco.
Andy Souza, explica:

“A Gestos Grosseiros informa aos fãs e amigos que os integrantes Kleber Hora (guitarrista) e Edu Ossucco (baixista) não fazem mais parte da banda. O desligamento dos músicos aconteceu no início do mês de agosto. A banda que realizou 3 turnês em 2017, sendo uma pela Europa, está compondo músicas para um novo EP e o foco da Gestos Grosseiros, sempre foi estrada e, após o lançamento de World’s Hypocrisy, a banda ficou focada em fazer turnês mais intensas. Assim sendo, por incompatibilidade de Kleber Hora e Edu Ossucco em se dedicarem em turnês, devido a outras prioridades, a banda entendeu melhor em dispensá-los”.

A banda também aproveita para anunciar seu novo guitarrista, o exímio David Fulci (ex-Anarkhon, atual Damagewar), velho conhecido do grupo e conterrâneo de Guarulhos.
Mesmo com a alteração na formação, nada muda e, Andy Souza, compositor e letrista da banda, já está compondo material para realizar a gravação de um videoclipe e um EP que será lançado em 2019.

8) Hellway Patrol: invade as plataformas digitais: Além da versão em vinil 7”, o novo EP do HELLWAY PATROL, ‘Desert Ghost’, que vem sendo recebido de forma extremamente positiva, está disponível também nas principais plataformas de música digital do planeta. A versão digital, estendida, está em plataformas como Spotify, iTunes, Bandcamp e inúmeras outras, confira alguns links:


9) The Gard anuncia nova formação : Formada em 2010 por Allan Oliveira (guitarra), Beck Norder (vocal) e Lucas Mandelo (bateria), a The Gard desde o princípio teve como objetivo a música autoral, embora tenham ganhado bastante relevância na região metropolitana de Campinas, de onde é originária, com seu show “Tributo ao Led Zeppelin”. Em meio ao setlist das músicas do Led, a The Gard sempre apresentou suas composições próprias. Com o tempo o interesse do público pelas canções autorais foi crescendo e o espaço para elas, no setlist, aumentando.
Depois do show oficial de lançamento de “Madhouse” realizado no fim de Agosto no Hey Bulldog em Campinas/SP, o grupo anuncia sua nova formação com as entradas do baixista Enrico Ghirello e do segundo guitarrista Gabriel Miranda. O classicrock dessa banda é sensacional e os caras fizeram uma releitura de Immigrant song( você sabe de quem) resenha em breve. 



Exorcismo - Exorcise and Steal: Odes ao Thrash


Confesso que uma cena que tenho uma profunda admiração e vontade de conhecer é o movimento do Metal Underground produzido no Nordeste, desde Headhunter Dc, Malkuth, Primordium, Jack Devil, Tanatron, entre tantas hordas se formaram na ensolarada região do nosso país, e recentemente me deparei com o som do Exorcismo, um quarteto formado no ano de 2007 em Recife, composto por Denis Violence - vocal/ bateria , Anderson Razor - guitarra Carlos Ragner - guitarra  Risaldo Silva - baixo  que nos apresenta um trabalho calcado no puro Thrash Metal fazendo com que a audição do seu álbum Exorcise and Steal seja bastante prazerosa.


Um dos motivos que faz esse trabalho ser tão bem aceito é o fato da mixagem ser bem orgânica em alguns momentos bem na cara mesmo, e se tratando do estilo isso é mais que um elogio afinal de contas, muitas banda hoje verdadeiros ícones do estilo vieram perdendo essa agressividade nos seus trabalhos.

Não sou fã de intros, então vamos logo para "Dump of Death" onde a musica nos leva a sensação de estar em um carro descendo a ladeira sem freio e isso é ótimo. Na sequencia vem "God is Dead," mantendo a adrenalina la em cima sem dó para nosso pescoço “Disgrace And Terror," tem uma influência de Sepultura o que é um baita elogio.



Pensa rápido o que não pode faltar em um álbum de thrash raiz, se você pensou morte aos posers acertou e essa afirmação vem com "Sourrounded By Fakes (Kill the Falses)”, e para encerrar o trabalho de forma magistral temos um cover de "Deathraiser” do Attomica, sendo que na época essa música impressionava pela velocidade que era executada, então o Exorcismo acertou na mão em mostrar de onde vem suas fontes.

Um trabalho viciante e empolgante impossível não ouvir Exorcismo e querer sair quebrando tudo, que a band ache as rotas das terras aqui do sul pois o show deve ser avassalador.

Tracklist:

1. Intro

2. Dump Of Death

3. God Is Dead

4. Disgrace And Terror

5. Sourroundead By Fakes (Kill the Falses)

6. Ready To Violence

7. Epidemic Labotomy

8. Exorcise and Steal

9. Apocalipse Nuclear/Versions Of Internity

10. Deathraiser (cover - Attomica)











Facada- Quebrante: Totalmente Atual


Os últimos episódios do circo eleitoral brasileiro,faz com que as letras do Facada,se assemelhem se a um retrato da nossa triste realidade, a música extrema tem essa missão de nos mostrar a podridão de tudo que nos cerca e nesse novo trabalho do Facada Quebrante, o grupo prova porque são um dos maiores nomes do nosso Grind nacional.

O álbum anterior Nadir, (Sem contar o EP Nenhum Puto de Atitude) parecia difícil de ser superado sendo que a banda mostrava flertes com o Crust e uma velocidade quase agoniante, a boa notícia é que tudo isso está de volta e ainda mais violento, com 23 músicas Quebrante é um soco direto no seu estomago cuspindo na sua cara toda falácia social.



Maior do que a velocidade só o ódio que emana das canções, é difícil apontar alguma faixa em especial  a cada audição mais musicas se destacam  por agora posso dizer que a abertura com Deixe o caos entrar, Nós somos o veneno e apenas mais um igual a mim somadas não chegam a cinco minutos e são um arrasa quarteirão, fico me perguntando como quatro dementes conseguem fazer algo tão extremo sendo que a formação do Facada é atualmente James (baixo/vocais), Danyel (guitarras), Dangelo (bateria) e Ari (guitarra)

Feliz ano novo é acidez pura   e serviu como aperitivo  para o que estava por vim, assim como Ele não voltara e A verdade gera ódio Aqui faço um desafio ouça esse trabalho e tente não ficar pelo menos um pouco revoltado, não é apenas o som mas a a atitude que envolve o facada infelizmente no Brasil atual não faltam inspirações para som extremo e a indignação em forma de musica.
Lembrando que teremos facada no Maniacs Metal Meeting edição 2018.

Ah tempo de dizer que a BLACK HOLE PRODUCTIONS  lançou o cd, se quiser adquiri o Material só escrever pra: mail@blackholeprods.com



Track List

01. Deixa O Caos Entrar
 02. Nós Somos O Veneno 
03. Apenas Mais Um Igual A Mim
 04. O Pior De Todos
 05. A Farsa: Nojo
 06. Tudo Me Faltará 
07. Vogelfrei 
08. Quebrante
 09. A Maldição Da Rede 
10. Estão Esperando Seu Erro
 11. Sumir
 12. Tiro No Caixão
 13. A Vitória Da Diva
 14. Há Honra (?)
 15. Eu Sei Como É Morrer 
16. Putrescina
 17. A Verdade Gera O Ódio 
18. Pervitin 
19. Blasfema Eu 
20. Feliz Ano Novo
 21. A Vida É Uma Armadilha
 22. Ele Não Voltará
 23. Miss Distopia

Notas Extremas # 20

 Hail Headbangers, aqui estamos divulgando algumas noticias do nosso Underground, acompanhe nossa página para não perder nada que ocorre na cena: 

1) Wargore no MMM 2018
Quem acompanha nossa cena extrema conhece o nome Wargore, essa revelação do Metal Paranaense lançou no ano de 2016 o EP intitulado “Between Evil and Death e para mostrar que não estão de brincadeira a banda estará nos palcos do Maniacs Metal Meeting na edição 2018 . Quer saber tudo do Evento, acompanhe nossa página.

2)INNER CALL – EP “Elementals” disponível nas plataformas digitais
A banda baiana de Heavy Metal INNER CALL recentemente lançou um EP com seis músicas sucedendo o seu debut álbum “Inner Call” (2016). Agora a banda disponibiliza “Elementals” (2018) nas principais plataformas digitais:
Spotify: http://open.spotify.com/album/0feFECcxomuSsU7gONyrJl
Deezer: http://www.deezer.com/album/58444672
iTunes: https://itunes.apple.com/us/album/elementals/1356152480?l=pt&ls=1&app=itunes


3) As Dramatic Homage: Gustavo Sazes assina a arte do novo single

Depois de anunciar que está preparando um novo material, o AS DRAMATIC HOMAGE anuncia quem será o responsável pela arte do single: ninguém menos que o artista brasileiro Gustavo Sazes.
Gustavo é um dos mais renomados artistas no mundo na atualidade, já tendo trabalhado com gigantes como Machine Head, Iced Earth, Arch Enemy, Morbid Angel, e a lista segue (https://www.gustavosazes.com/)

O AS DRAMATIC HOMAGE está no Thaf Estúdio, no Rio de Janeiro, onde grava o novo single que receberá o título de ‘Consternation’ e está previsto para outubro deste ano.

Como sempre, podemos esperar mais uma experiência única,  sendo que aqui no site você encontra uma resenha do último trabalho da banda.


4) Eternal Sacrifice: Banda divulga lyric vídeo de faixa destaque do álbum “Ad Tertium Librum Nigrum”,
O segundo semestre de 2018 não poderia estar melhor para o ETERNAL SACRIFICE. Logo após divulgar mais uma faixa inédita do vindouro álbum “Ad Tertium Librum Nigrum”, a banda lançou um lyric vídeo para a já conhecida “Chapter I - The Three Mashu’s seals - The Conquest of the Ganzir and Arzir Gates (Hazred área)”, vídeo você confere:


5) Eskröta: Mais uma atração do Maniacs Metal Meeting 2018

A banda paulista, formada por Ya Amaral (guitarra e vocal), Tamy Leopoldo (baixo e backing vocal) e Miriam Momesso (bateria e backing vocal), estará em Rio Negrinho/SC durante os dias 30/11 e 02/12 para divulgar seu novo trabalho, intitulado “Eticamente Questionável”, vamos resenhar esse trabalho em breve.



Proxima  → Página inicial

Total de visualizações

Baphomet

Baphomet

As mais lidas