3ª O SubSolo Rock Festival: Sons que não podem ficar de fora


A terceira edição do Festival Subsolo Rock Festival, confirma o profissionalismo e garra de todos envolvidos na produção do evento e prova disso é o cast que, apresentam 07 bandas sendo o Headline o Angra, um nome que dispensa apresentações afinal são 30 anos de estrada e uma relevância para a cena do prog/power Mundial.
Outra novidade é a parceria com a casa de Shows Colher de Chá localizada em Içara, o local oferece uma ótima infra estrutura e localização, e o Underground Extremo estará lá na cobertura e sempre nas vésperas de um grande evento fazemos nossas apostas de Sons que não podem ficar de fora:



Angra -Prog/Power Metal(SP)
_ Qualquer set list de uma banda do porte do Angra, sem duvida deixara sons aclamados pelos fãs de fora essa turnê Magic Mirror tem como foco a divulgação do seu mais recente trabalho ØMNI um trabalho completo que fez muito alarde, na minha opinião o melhor trabalho desde a entrada de Fabio Lione na banda,, e e esta lado a lado de grandes registros como: Angels Cry, Rebirth e Temple of Shadows, dos sons que não podem ficar de fora sem duvida :
"Black Widow's Web, Caveman, mas adoraria ver as faixas  mais power como Temple of Hate, the Course of Nature e Newborn me


Vox Ígnea - Hard Rock (SP)- Estreando em terras catarinenses o Vox Ígnea tem como principal característica elementos do hard rock, Riffs do Heavy e os vocais sensacionais de Raquel Lopes, completam o time André Martins na bateria, Evandro Araújo no baixo, Rodrigo Santos na guitarra. na sua discografia apresentam um EP chamado: Em Chamas e dali que vem sons muito poderosos como: Erupção e bêbada de Rum , além do mais recente single Agora é minha vez.



Dark New Farm - Metal (SC) è difícil falar da própria banda, mas internamente está rolando uma grande expectativa para essa apresentação isso porque esse é a primeira apresentação 100 % autoral, então quem estiver no terceiro subsolo terá surpresas de sons nunca antes executados ao vivo como If Cloud, e as ja conhecidas La Patria La fabula, e Madre. Formam a banda atualmente: Harley Vocal, Vinicius Saints - Baixo, Sol Portela - Guitarra, Maykon Kjellin _ Bateria



AlkanzA - Thrash Metal (SC) Quem acompanha nossa página com frequência sabe que a Alkanza é uma das nossas bandas favoritas na cena nacional, e isso se explica por dois motivos: o primeiro é a qualidade de suas composições, aliando pegadas do Thrash Metal com flertes com o Nu, e até mesmo Death Metal, sendo que já lançaram três cds: Colonizados pelo Sistema, O Céu da boca do Inferno e o mais recente Caos Codificado. O segundo motivo é o fato de que a banda ao vivo é imbatível, com um apegada monstruosa é fato dizer que a Alkanza toca como fosse o último show de suas vidas, quem estiver no subsolo festival prepara o pescoço porque sem duvida eles vem para moer ossos com as mãos até o último Mosh. Alkanza é: Thiago Bonazza - Baixo e vocal, Renato Lopez- Guitarra e Backing vocal, Pedro Souza - Guitarra e Ramon Scheper- Bateria


Antítese - Hard Rock (SC) Outro grande representante do Hard Rock a Antítese é formada por Talita Oliveira - Voz, Leandro Oliveira - Guitarra, Fabrício Biava - Guitarra, Guilherme Oliveira - Teclado,Sandro Vidotto - Baixo, Kevin Saviski - Bateria, assim como a Vox Ignea a banda catarinense conta com uma frontwoman, com uma voz poderosa. Em 2015 lançaram seu álbum de estreia Ser Igual, e em 2017 o EP Despertar, nossa aposta para o set são os sons: Ser Igual, Estátuas, e Novos Sonhos.

Nekrós - Heavy Metal (SC) De Beatles a Death, de Kiss a Sepultura, tais influencias tão distantes, estão presentes no som da Nekrós , claor que um som desse tem que ter muita personalidade e nisso a Nekrós, esbanja talento, formada por: Pablo (guitarra e vocal), Patricio (bateria), Camelo (Baixo), Robson (guitarra) a Nekrós é um nome forte e experiente na região e no set deve estar presente  musicas do álbum a Candle in the Dark como: Brutal Corporation, Holocaust e the Candle


Syn TZ - Heavy Metal (SC): a HEAVY LOAD TOUR continua na estrada , essa turnê que começou em 2018 terá mais uma apresentação dessa vez no subsolo rock festival, e quem assim como eu já assisitiu a banda em alguma apresentação sabe o porque do tamanho sucesso na estrada isso porque eles estão divulgando um trabalho super legal Heavy Load lançado em maio de 2017, formada por Jay Heart - VocalMarco A. G. - Guitarra, Edu Beeck - Baixo, Juninhu Vormehlen - no set arriscamos sons porradas como The Decline, e Killing Me



Notas Extremas #46


Hail Headbangers, hora de se atualizar do que ocorre na Cena Extrema, confira nossas Notas Extremas edição # 46

Manger Cadavre?, disponibiliza o álbum AntiAutoAjuda em suas plataformas oficiais.

Um dos nomes mais promissores do Metal lançou o seu mais recente trabalho,AntiAutoAjuda, o trabalho que é temático apresenta uma narrativa que aborda o adoecimento psicológico do trabalhador frente a super exploração de sua força produtiva e a sociedade do consumo.

O trabalho recebeu orientação e revisão pelos psicólogos Elis Cornejo (Instituto Vita Alere e co-autora do livro “Histórias de sobreviventes do suicídio") e Thiago Bloss (Professor da Uninove). Escrito por Nata Nachthexen (vocalista), com referências teóricas de "O mal estar na civilização", Freud e "O Tempo e o Cão - A atualidade das depressões" da Maria Rita Kehl e "Infoproletários - A degradação Real do Trabalho Virtual" de Ricardo Antunes, o texto compila depoimentos de pessoas que estão em grupos de apoio psicológico dentro de movimentos sociais e que expressaram a sua melhora fazendo parte desses coletivos em luta.

A ilustração foi desenvolvida por Marcelo Dod (guitarrista), baseando-se nas letras.

Você pode conferir o trabalho nos links abaixo e em breve resenha no site

YouTube - https://youtu.be/qlMLuEmeYtY

Bandcamp: http://mangercadavre.bandcamp.com

Deezer: http://www.deezer.com/album/95256392

Spotify: https://spoti.fi/2V7QO1V



The Cross : Banda anuncia o guitarrista Daniel Fauaze

Os baianos do THE CROSS seguem apresentando novidades neste ano de 2019. Logo após lançarem seu álbum, “Still Falling”, o grupo anunciou o ingresso de mais um integrante à formação.

Trata-se do novo guitarrista Daniel Fauaze, que ao lado de Eduardo Slayer (vocal), Paulo Monteiro (guitarra), Mario Baqueiro (baixo) e Luís Fernando (bateria), seguirá com os atuais projetos da banda, como divulgação do atual trabalho, além de ajudar com as novas composições.
Daniel Fauaze é um conhecido músico baiano, com 21 anos, já tocou nas bandas Unleash The Beast e Metamorfose e carrega influências de grandes nomes do Metal mundial, como My Dying Bride Iron Maiden, Dissection, Slayer, Manowar, Van Halen, Bloodbath, Gorguts, Suicidal Angels, Death, Skeletonwitch, Exodus e entre outros.


 Monstrath Banda anuncia nova formação

Em meio a divulgação do seu debut álbum “The World Serves To Evil”, os paulistas do MONSTRATH acabam de anunciar mais uma novidade para 2019.

Trata-se do ingresso do novo baterista Rodrigo Kusayama, conhecido músico e professor de bateria de São José do Campos/SP.

“Acreditamos que sua entrada na banda veio em boa hora, estamos a todo vapor, e loucos para tocar ao vivo novamente, o cara é uma máquina!” – comenta o baixista Morales Elmano.
Confira a performance de Rodrigo executando a faixa “Incubus in Church”



 Tomb of Love anuncia pré-venda do EP de estreia “A Permanent Reminder of Our Failure”.

Tomb of Love é um projeto idealizado por músicos que já têm uma certa bagagem na cena underground, com bandas com sonoridades calcadas nos estilos do Death Metal, Doom Metal e Crust. O grupo surge no início de 2019 em Brasília - DF, formado por Luan Lima (Guitarras, Baixo e Teclados) e Thiago Satyr (Vocais, Programação e Theremin) com a missão de explorar os pântanos sombrios e elétricos do Goth Rock, Post-Punk e Deathrock. Um prato cheio para apreciadores de bandas tais como The Smith, The Cure, Joy Division, entre outras.

Neste primeiro ato, o duo apresenta ao público o formidável EP de estreia “A Permanent Reminder of Our Failure”, composto por 5 faixas ao longo de pouco mais de 20 minutos de uma bela viagem sonora. O material será disponibilizado no formato CD em jewel case, com encarte livreto com letras, fotos e informações referentes ao material, limitado em 500 cópias. O lançamento será realizado pelos selos Resistência Underground Distro e Prod., Insulto REX, Eclipsys Lunarys Productions e Eronnimoüs Records.







Especial Roadie Metal: Cinco anos de um grande parceiro do Underground parte 01

Com cinco anos de estrada não é exagero nenhum dizer que a Roadie Metal impressiona a todos pela sua competência, qualidade em todos os setores que atua seja web radio, site, assessoria e coletâneas. Conhecendo a qualidade do seu trabalho podemos afirmar que isso é apenas o começo e ainda  vamos ter muitos lançamentos com o padrão Roadie Metal de qualidade.

O trabalho deles é uma inspiração para nós do Underground Extremo e uma forma que achamos para homenagear esse aniversário é a resenha das coletâneas lançadas, com isso pretendemos de alguma forma ajudar a divulgar esse trabalho primoroso.

Coletânea 01: O inicio de tudo, difícil saber se eles tinha a ciência do tamanho e a relevância que tal trabalho atingiria, lançada em 2014 esse primeiro volume apresentava 12 bandas , dos mais variados estilos,e a mesma foi disponibilizada nas plataformas digitais

Spotify: https://open.spotify.com/album/4GK1ma7DfpRCk46tClMYKP
Deezer: https://www.deezer.com/br/album/61053882
Google Play: https://play.google.com/store/music/album/Various_Artists_Roadie_Metal_A_Voz_do_Rock_Vol_1?id=Bdx4u5wlqbwza36i4ifah6t3gq4
ITunes: https://itunes.apple.com/br/album/roadie-metal-a-voz-do-rock-vol-1/1371193287

Tracklist:

01 – Eleven Strings – Forged in the Fire
02 – Eyes of Beholder – Insanity
03 – Overhead – Ressaca
04 – Thunderspell – Battle Scream
05 – Haley Alves – Until the End
06 – Alicercius – Redenção
07 – Sunroad – Master of Disaster
08 – Basttardos – Basttardos
09 – Monday Riders – The King of Highway
10 – Patriotas do Rock – Exótico
11 – Red Fever – Black Block Drive
12 – Abiosi – Respeito

Como toda coletâneas alguns nomes se destacam, no meu gosto pessoal cito: Abiosi com respeito - uma letra forte dessa banda de thrascore,  Eleven Strings com um som moderno e uma pegada que me lembrou Dynahead, o Thunderspell seu Heavy metal da velha escola , o fortíssimo Hard /Heavy do Sunroad e Eyes of Beholder com Insanity. 


Uma estreia forte que deixava a pergunta o que está por vir? não demorou para chegar os volumes posteriores, mas isso é assunto para as próximas partes.


Resenha:World in Collapse Affront - (2018)


O Affront me surpreendeu desde a primeira audição, quando tive contato com Angry Voices, o Thrash/Death da banda carioca me empolgou bastante, parte dessa minha expectativa vinha do fato de ter na formação um musico que sou fã Marcelo Mictian, era impossível não associar esse seu novo projeto ao Unearthly que é uma das minhas banda favoritas da cena nacional. Porém mostrando o talento do músico o Affront foi para outros caminhos outras influências evidente com os pés calcados no Metal Extremo.

E sem muito tempo para respirar recebemos World in Collapse, como nos velhos tempos em que as banda não esperavam uma infinidade de tempo, para lançar outro trabalho, esse segundo full  é uma evolução ao mesmo tempo uma confirmação não atoa esse trabalho entrou na nossa lista de melhores lançamentos de 2018. O power trio que gravou esse registro é o frontman Marcelo Mictian (baixo), Rafael Rassan (guitarra) e Lobato (bateria) o artista e tatuador Edu Nascimentto é responsável pela bela capa e mixado e masterizado no Da Tribo Studio dispensa apresentações 
Uma bonita introdução acústica abre o trabalho e logo temos Dirty Blood essa canção já me pegou de fato por ter ares de Black Metal, mesclando com o Thrash Metal não a toa ela foi o single do trabalho Your Lies Your Fall e Monument to Hate, devem fazer as audiências dos shows irem a loucura na pista impossível não imaginar o mosh pit pegando solto.


Rafael Rassan é um virtuosos guitarrista World In Collapse Sowed By Lies ele mostra suas habilidades assim como Lobato também sabe bem dosar o tempo das composições ouça Favelas Senzalas ( que letra forte) e violence na verdade ouça o álbum inteiro, um trabalho de peso uma banda afiada com sangue nos olhos como só o Metal extremo Brasileiro sabe ser.

1- Intro
2- Dirty Blood
3- Your Lies You Fall
4- Favelas, Senzalas
5- Monument to Hate
6- There s no Tomorrow
7- Violence
8- Ancestral
9- Forgotten By God
10- Sowed By Lies
11- World in Collapse
12- Mazurka (Chorinho - Villa Lobos)


Descubra O Metal BR # 10 - Maranhão

Hail Headbangers, nosso projeto para o mê de abril foi muito bem recebido pelas bandas citadas e pelo publico em geral, por isso decidimos ampliar, como um quadro do site, criando espaço para divulgar sempre nossa cena, confira agora sete indicações do Estado do Maranhão.



 Tanatron: O Nome Tnaatron não era muito conhecido aqui no sul porem a banda fez uma apresentação matadora no festival Agosto Negro e com isso conseguiu uma legião de seguidores, mal sabíamos a gente o que estávamos perdendo em não conhecer essa band que já tem um bom tempinho de estrada. Formada em 1996 entretanto depois de mudanças de formação a banda tem uma pausa em 2009, porém vencendo todas as dificuldades o Tanatron lançou o seu trabalho auto intitulado em 2017, um verdadeiro massacre Death metal que vamos resenhar em breve aqui no site fiquem ligados.


Alchimist : é um grupo de Power Metal fundado em São Luís (MA), no ano de 2014, porém o diferencial aqui é o fato de eles passarem por outras vertentes do Metal seu primeiro lançamento foi o EP The Wisher" em breve termos a resenha aqui, um trabalho muito forte e mostra um caminho promissor, os bangers catarinenses terão a chance de assistir a banda ao vivo no festival Agosto Negro. 



Mortos: Com duas demos lançadas essa banda se cadastra com um dos grandes nomes da cena do Metal da morte do estado do Maranhão. A Mortos formou se no ano de 2002 sendo composta por: Andre (Baixo e vocal) Ruhan (Guitarras) Bruno(Bateria). Na sua discografia contam com os trabalhos: Descendants of Cain's Fury de 2006 e a mais recente demo de 2009 Homo Homini Lupus 


Brutallian: Acredito que o Brutallian dispensa maiores apresentações pois poucas bandas conseguem com dois trabalhos sair do status de revelação para realidade do Metal, mas todos o s méritos para Brutallian formada no ano de 2002 e apresentam um mix entre o Thrash Metal com elementos do Heavy tradicional nos entregando um trabalho de qualidade impar.
No ano de 2015 lançaram o seu debut Blow on the Eye, um trabalho excelente que parecia ser difícil de ser superado mas ai tivemos Reason for Violence (trabalho que resenhei para o Subsolo) indicamos aqui no Underground Extremo como um dos melhores trabalhos do ano. Atualmente formada por Pablo Barros – Vocal, Lex Wave– Guitarras Fabio Matta – Baixo, Raul Campos – bateria. 


 ...From the Abyss: Essa banda já apareceu por aqui com o seu trabalho de estreia, pois tanto os músicos da banda como eu compartilhamos de uma grande admiração pela obra de H.P Lovecraft. A horda surgiu no ano de 2015 e no ano de 2018 lançaram o seu EP  , que sem dúvida deixariam o mestre do horror cósmico admirado pela obscuridade da obra. Atualmente formam o ...from the Abyss: Azathoth - Guitarra, Abhoth - Bateria, Bergar - Baixo, Elder Mythos Cultist - Vocal 




 Cranium Crushing:  Destroy the house of god, com um trabalho com esse nome já fica claro que a bnada pratica um metal extremo, que destila doses cavalares de ódio contra toda a fé cristã. Formada no ano de 2007 a horda tem um Demo, um EP e um trabalho ao vivo, Blasphemy Night. Atualmente composta por: Alexandre Costa(Guitarras) Raphael "Evil" Marques(Guitarras) Ricardo Marques(Vocal e Baixo) Beethoven on Speed (bateria) 


Vangloria Arcannus:  O Symphonic Metal é um estilo que ainda engatinha no Brasil com poucas banda, entretanto citando a máxima de que vale muito mais a qualidade do que a quantidade temos o Vangloria Arcannus como um ótimo representante do estilo.
Formada no ano de 2008 atualmente constituída por Sterpheson Silva (vocal), Rayssa Monroy (vocal lírico), Marvin Carvalhêdo (guitarra), Priscilla Santos (baixo) e Tinho Louzeiro (bateria), formação responsável pelo seu primeiro álbum “Redemption, para fãs de formações de bandas europeias do estilo esse trabalho é super recomendado







Armageddon Metal Fest - O fim do Mundo se Aproxima de SC


 Hail Headbangers, o fim do mundo já tem data marcada o festival Armageddon Metal Fest 2019, vem mostrar porque a cena catarinense é uma das que mais cresce no Brasil e repetindo o sucesso da primeira edição, teremos um set marcado por uma grande variedade de estilos, e bandas de renome do Metal Mundial.
O evento vai acontecer em Joinville/SC, no dia 01 de junho (sábado), no Expoville. O cast do evento reúne grandes nomes da música pesada como o Shaman, a primeira banda oficialmente confirmada; os gregos do Rotting Christ, que divulgam o novo e aclamado disco The Heretics; além de Ratos de Porão, o Saravá Metal dos cariocas do Gangrena Gasosa e o lendário grupo mineiro The Mist, que voltou recentemente a ativa.

Entre as demais atrações confirmadas está o Folk do Tuatha de Danann; o gótico anos 80 do The Secret Society, uma das grandes revelações do rock no Brasil nos últimos tempos; os equatorianos do Total Death; do Equador; o instrumental do Huey; além de Motorocker, Symmetrya, Violent Curse, Blackmass, Semblant e Flesh Grinder. A banda The Vintage Caravan, anunciada anteriormente, não integra mais o cast.

O Expoville oferece grande e confortável espaço externo e interno, enquanto que o festival terá opções de bebidas e alimentação para atender ao público. No total serão 15 divididas entre os palcos principais.

Ingressos
Os ingressos de meia-entrada e promocional já estão no 3º lote e custam R$ 170 (esses valores estarão em prática até o dia 31 de maio). Não há taxa de conveniência para a compra online, e os valores podem ser parcelados em até 12x. Para usufruir da entrada promocional, é obrigatório doação de 1 quilo de alimento não perecível ou de ração para gatos e cachorros.

Os ingressos estão à venda no site da Ticket Brasil, onde também é possível comprar pacotes de viagem + ingresso, para excursão saindo de Curitiba, organizada pela Mosh Travel, e também saindo de Blumenau. Nessa modalidade também há possibilidades de parcelamento.

O Armageddon Metal Fest 2019 tem realização da Mosh Productions e Metal Scream, com apoio da Opa Bier, programa Midnight Metal e rádio Mundo Livre FM.

O Armageddon Metal Fest 2019 participa do projeto #EventoAmigoPNE que proporciona a entrada gratuita de um acompanhante, na compra de um ingresso (meia/promo/inteira) junto com um PNE.

SERVIÇO

Data: 01 de junho de 2019 (sábado)

Local: Expoville (Joinville - SC)

Endereço: Rua XV de Novembro, 4315 - Glória

Horário: a partir de 14h00

Cast:

ROTTING CHRIST

SHAMAN

MOTOROCKER

TUATHA DE DANANN

RATOS DE PORÃO

GANGRENA GASOSA

THE MIST

THE SECRET SOCIETY
TOTAL DEATH

FLESH GRINDER

SEMBLANT

SYMMETRYA

BLACKMASS

HUEY

VIOLENT CURSE


Ingressos - SEM TAXA DE CONVENIÊNCIA

Pista (meia entrada - 3º lote) - R$ 170

Pista (promocional - 3º lote) - R$170 (obrigatória doação de 1KG de alimento ou ração animal)

Pista (inteira - 3º lote) - R$ 340


AMF VIP Experience (2º lote)- R$ 190,00 (ingresso + entrada antecipada no evento, às 13:00 e com direito a 2 chopp Pilsen + credencial VIP + uma edição do Fanzine Mosh + 10% de desconto na compra de itens na lojinha oficial do evento)

R$ 80,00 (excursão - saindo do centro de Curitiba, passando pelo Aeroporto Afonso Pena – com água a refrigerantes inclusos)

R$ 105 (excursão - saindo de Blumenau/SC)

Venda online: https://ticketbrasil.com.br/festival/6765-armageddonmetalfest-joinville-sc/


Página do Festival: https://www.facebook.com/armageddonmetalfestival

Evento: https://www.facebook.com/events/391028368107577/

Instagram: @armageddonmetalfest

Apoio: Midnight Metal, Black Hole, Fanzine Mosh

E é claro que o Underground Extremo irá como em todo o grande festival, fazer nossos sons que não podem ficar de fora, além de resenhas especiais da bandas que estarão presentes no festival. Então já sabe o final do Mundo tem data, hora e local, preparem-se para  Armageddon Metal Fest 2019

Realização: Mosh Productions & Metal Scream





Dissecando Eps # 09 Lutaremos pelo Metal – Facing Fear


O Metal Tradicional vem dominando a cena, seja e isso é impossível negar e como um admirador desse período acho ótimo que bandas novas procurem sua referencias nesse período da música, o Facing Fear vai nessa proposta apresentando o seu EP Lutaremos pelo Metal toda fidelidade ao estilo seja na parte visual, temática e obviamente sonora. Se o resultado é vitoriosos ou não você descobre agora no nosso dissecando Eps

A capa do trabalho apresenta os responsáveis por essa declaração de amor, e me chamou a atenção o estilo, cinto de bala spikes roupa de couro, podem chamar de saudosista mas sinto falta da época que músicos de metal se vestiam como músicos de metal, então nesse aspecto já somaram pontos comigo.


O EP apresenta seis faixas a primeira é a faixa titulo com uma letra que deixaria o Manowar orgulhoso e o vocalista Terry Painkiller faz jus ao seu apelido pois seu alcance vocal é puro Judas.

Enfrentando o Medo vem na linha mais Speed Metal, outro ponto acertado pela banda , algumas resenhas criticaram o excesso de agudos, sou suspeito para falar pois eu curti muito a pegada do vocal em todas as faixas e vocal forte é sinônimo de Heavy Metal como posso citar outra banda nacional que sou fã declarado o Selvageria.

“I Wanna Play The Sound” é mais cadenciada e flerta com o Hard, o solo da musica é muito bom mas eu prefiro a Facing cantando em português.Prisão Mental é quase um Thrash Metal e me fez entender o posicionamento da banda e concordar com eles nas suas colocações, o mesmo vale para Refugiados onde a banda faz uma leitura bem firme acerca da questão da Síria.

Licantropia volta a velocidade e empolga bastante sendo um ode ao N.W.O.B.H.M, ao final da audição podemos dizer que o grupo formado por: Terry Painkiller – vocal,Raphael Dantas – guitarra,Nathalia Souza – baixo,Vall Maranhão – bateria apresentam um trabalho que pode não ser original mas é fiel a suas convicções e tem muito amor envolvido, feito por headbangers para Headbangers e isso é louvável. 





Faixas do EP

1-Lutaremos Pelo Metal
2-Enfrentando o Medo
3-I Wanna Play the Sound
4-Prisão Mental
5-Refugiado
6- Licantropia

Resenha: Royal Art - Kiko Shred (2019)


Lembro bem minha reação quando fui ouvir o primeiro álbum do Sllipery, mesmo não sendo um estilo a qual eu escute com frequência me impressionou muito o nível técnico da banda e a qualidade das suas composições, e os solos todos eles são de uma beleza monstruosa, por isso que quando tive acesso a carreira solo do guitarrista Kiko Shred, já imagina um trabalho muito agradável de ouvir , mas fugindo dos clichês de trabalhos de guitarristas, não temos aqui uma demonstração de ego e Royal Art faz jus ao nome do trabalho e o apelido do guitarrista pois sim ele é um monstro e esse trabalho uma obra de arte.

 



A carreira solo de Kiko começou em 2015 e temos dois trabalhos aque antecedem esse: Riding the Storm em 2015 e “The Stride” em 2017, ambos também muito bons, mas confesso que Royal Art me soa melhor por um motivo, a pegada Heavy Metal e a presença de Mario Pastore ( a qual já escrevi em alguma resenhas que na minha opinião é um dos melhores vocalistas do país)

I will Cast No More abre o trabalho já colocando o hype lá em cima, Alchemy’s Magic tem ares de Helloween mergulhado em virtuose, Straigh Ahead tem outro grande vocal na linha de frente Michael Vescera

Claro que tratando se de um trabalho de guitarrista não podemos deixar de ter faixas instrumentais e aqui Kiko mostra estar a frente de uma geração de guitar heroes , pois ele compõem com sentimento e não com vontade provar que é o mais rápido do mundo, ouça faixas como: Royal Art,” Tebas”, ‘The Knights of the Round” e “Cagliostro”que comprovam essa contestação.

Um trabalho que tem uma audição fluída, e se você curte Heavy Metal com certeza irá querer ouvir muitas e muitas vezes, e falando sinceramente quantos trabalhos de guitarristas podemos dizer isso?

Ps: Você encontra esse material na Heavy Metal Rock : https://hmrock.com.br/produto/kiko-shred-royal-art-cd/



TRACK LIST:
1. I Will Cast No More (Pearls Before The Swine)
2. Achemy’s Fire
3. Merlin’s Magic
4. Straight Ahead(Feat. Michael Vescera)
5. Royal Art
6. Over The Edge
7. Tébas
8. Mortal
9. The Knights of the Round
10. Cagliostro

FORMAÇÃO:
Kiko Shred – Guitarra
Mario Pastore – Vocal
Lucas Tagliari Miranda – Bateria
Will Costa – Contra-Baixo
Special Guest – Michael Vescera

Mundo Underground # 10


Hail Headbangers, na nossa coluna Mundo Underground Aproveitamos para divulgar um pouco de bandas ao longo do Mundo, todas elas sempre extremas e com muita qualidade.

1) Nami (Andorra) Do pequeno país europeu vem essa pancadaria, o nome pode ate ser simples mas não se engane o Nami executa um Death Metal com elementos progressivos, seu primeiro trabalho foi lançado em 2011 Fragile Alignments com alguns momentos que remetem a Soilwork e In Flames das antigas, no segundo trabalho The Eternal Light of the Unconscious Mind existe mais a presença de vocais limpos o que pode afastar alguns fãs mas vale a pena ouvir principalmente para fãs de Prostest  the Hero e Trivium : Roger Andreu - Vocal,  Filipe Baldaia - Guitarras Vocal, Sampling
Ricard Tolosa - Baixo, Sergi "Bobby" Verdeguer - bateria e  Vocal



2) Social Shit (Argentina) sempre falamos aqui no Underground Extremo que os headbangers brasileiros devem olhar com mais carinho para o Metal feito na América do Sul, e tratando se de Grindcore o Social Shit é uma lendária banda argentina, formada no ano de 1999, Grind podrera em Espanhol recomendamos os trabalhos:  Chaotic Grind Fucking Devastation  e LSD  Sexxxperience 


3)Black Mass Legacy: (Bolívia)  Resgatando essa que foi uma das banda pioneiras do Metal na Bolívia, o Black Mass, hoje essa nova encarnação conta com  Martín Jung - Guitarra e vocal,  Luís García - GuitarraSantiago Gómez - Baixo,  Milton Morales – Bateria e para mostrar que entendem muito de Metal lançaram em 2018 o trabalho No fear. 


4) Christian Epidemic: (Hungria) Banda da Hungria formada no ano de 1996, lançou a sua primeira demo, e começou a ser presença garantida em grandes festivais Europeus. Em 2000 é lançado o seu debut ’Isteni Orgia’que traduzido seria algo como Orgia Divina, em 2002 o segundo trabalho Eltörölt világ, a banda canta em língua nativa do país o que da um clima mais original para a produção., seu trabalho mais recente é Sírba szánt teremtés de 2015 . Se você é órfão de sonoridades mais extremas do Dimmu Borgir, ouça essa horda pois não vai se arrepender. 


5) Troollfest: (Noruega) Percebe se pelo nome que estamos falando de uma banda de Folk Metal, formada em 2003 na capital da Noruega , a banda vai na linha do Folk mais festivo e com odes ao álcool e todo o tipo de bebedeira se esse tipo de som faz a tua cabeça tem grandes chances de curtir trabalhos como: Willkommen Folk tell Drekka Fest! e Helluva, a banda esse ano vai lançar um trabalho inédito Norwegian Fairytales


6) Voracious Infection: Vem do Peru essa recomendação de uma baita banda de Brutal Death Metal
Renzo Ozner Guitarra, Wilder Anderson Baixo, Pit Slam (Bateria) Jensin Porras (vocals) lançaram a sua demo em 2013, já mostrando um trabalho bem técnico e em 2018 saiu Endless , vocais cavernosos para fãs de Cerebral Bore, fica essa dica



 


Notas Extremas # 45

Hail Headbangers, hora de se atualizar do que ocorre na cena Extrema nessa última semana, está no ar a edição #45 do Notas Extremas:


 Blixten: Detalhes do novo trabalho
Formada e capitaneada pela vocalista Kelly Hipólito, a Blixten também conta com o guitarrista Miguel Arruda, o baixista Aron Marmorato e a nova baterista Larissa Futenma, e entre suas principais influências o grupo cita nomes como Twisted Sister, Iron Maiden, Anthrax e Warlock.

Depois de ter disponibilizado seu primeiro single “Like Wild” em Abril de 2017, a Blixten lançou no ano passado o EP “Stay Heavy”. E agora a banda acerta os utlimos detalhes para o lançamento de
“Until The Dead Starts To Bang” deve reunir entre 10 e 11 faixas inéditas.

Nas falas da Vocalista da banda: “Por enquanto temos cinco música prontas, pretendemos compor mais cinco ou seis. Temos muitas letras e todas estão sendo escolhidas a dedo! “Until The Dead Starts To Bang” terá muito mais peso e será uma saudação ao Heavy Metal do começo ao fim", completou a vocalista.



100 Dogmas: Anunciando novo Baterista
Thiago Alves, vulgo "Chocolate" é o novo baterista da promissora banda de Stoner/Groove Metal. Thiago também tem em seu currículo bandas como: Grandfinale, Cola na Minha, Banda Ruby, Landwork Band e é acima de tudo professor de bateria na cidade de Blumenau/SC.
Sobre integrar a banda, Thiago "Chocolate" conta: Para mim e uma satisfação enorme entrar na banda, eu já vinha acompanhado desde o incio o processo de composição das musicas do primeiro e EP e do segundo também, sempre curti muito o som deles. Como sou muito amigo do Rafha e a gente sempre tinha vontade de tocar junto, acabou rolando a oportunidade para eu ingressar na banda. A gente "rafha" já vinha de outro projeto a "Hopeless Army" que está parada por indeterminado. Espero poder estar contribuindo com galera com a minha experiencia musical e não só isso mas também como pessoa, estou com boas expectativas e muito feliz, pois eles são uma galera que eu gosto muito e tocam super bem. Resumindo estou bem empolgado!"

Acompanhe nossa página o trabalho da 100 dogmas vai ser resenhado no Underground Extremo.



Amaduscias: Anunciando participações especiais em “Conceived Annihilation”

No dia 17/04 o AMADUSCIAS começou a captar as gravações de alguns convidados especiais que participarão em algumas faixas do vindouro “Conceived Annihilation”
O primeiro a ser anunciado foi Adriano Martini, conhecido guitarrista das bandas Exterminate e Mental Horror (ex-Rebaelliun), o músico gravou um belíssimo solo para a música “End Of A Cycle”. Este trabalho ocorreu no estúdio Hurricane do renomado produtor Sebastian Carsin, “Adriano Martini é nosso amigo de longa data e referência na cena underground, superou todas nossas expectativas, o cara é o mestre!” – comenta Evandro Pinheiro (guitarrista), confira o vídeo:
https://www.facebook.com/amadusciasofficial/videos/1025842064268309/
Em paralelo, o AMADUSCIAS confirma que Marcelo Vasco, conhecido músico que integra as bandas Mysteriis e Pátria e I Gather Your Grief, está a frente na produção de mais um registro que será divulgado em breve.



 Facing Fear libera série de vídeos sobre o álbum “Ana Jansen”

Uma das bandas de heavy metal tradicional mais atuantes da cena brasileira na atualidade, Facing Fear, liberou no dia 24 de abril pelas plataformas de streaming, o aguardado álbum “Ana Jansen”, que será lançado fisicamente pela Classic Metal Records, em maio de 2019.
Para ampliar mais o conhecimento do fã sobre os temas que conduzem o full-length, a banda resolveu publicar uma série de dez vídeos, com o guitarrista e compositor Raphael Dantas, que fala sobre as músicas do CD.
Os vídeos são caseiros e legendados para o inglês, de forma que seus fãs no exterior possam acompanhar as informações e curiosidades ditas pelo músico, como a revelação da mascote da banda, Dr. Fear, que está ilustrado na capa do álbum. 



Tchandala: começando a compor novo material

TCHANDALA: a banda já começou a compor o sucessor do aclamado álbum ‘Resilience’ e do recém-lançado EP ‘Turning The Hourglass’.
Ainda é cedo para o grupo nos dar mais detalhes, mas já adianta que será de muito peso. A previsão é começar a gravar o disco no início do ano que vem.
Enquanto o novo disco não vem, a banda convida a todos a curtir o mais recente trabalho, o EP ‘Turning The Hourglass’ que conta com releituras de grandes músicas da carreira da TCHANDALA.
‘Turning The Hourglass’ conta com regravações de duas músicas do primeiro CD da TCHANDALA, ‘Fantastic Darkness’, e uma versão diferente para ‘Father’s Spirit’, do CD ‘Resilience’, com participações especiais de Patrícia Sandes (Voz), Zéq Oliver (Voz), Renan Fontes (Piano/Cordas) e Marcos Cupertino (Backing Vocal/Guitarra Solo).


 Deep Memories: Douglas Martins produziu novo disco de ex-Desdominus

Dois músicos que marcaram história no DESDOMINUS voltam a se encontrar. Douglas Martins e Wilian Gonçalves, responsáveis pelos vocais e cordas do clássico debut ‘Without Domain’ se reencontraram em um novo projeto.

O projeto chama-se LOW LEVELS OF SEROTONIN e foi idealizado por Wilian Gonçalves em 2017 após deixar o Desdominus. As músicas foram gravadas em seu estúdio “Tmla Studio” e conta com a participação do Guilherme Malosso (Motherwood) nos vocais e ele, Wilian Gonçalves em todos instrumentos e vocais limpos. Douglas Martins participa com a produção, mixagem e masterização do material e comenta:

“No período em que estive no Desdominus, tive o privilégio de conviver com o Wilian e mesmo após minha saída, nossa amizade continuou forte. Durante todo o processo de gravação do primeiro álbum do Deep Memories sempre fui compartilhando minhas ideias e progressos com o Wilian, recebendo suas opiniões e sugestões e da mesma maneira ele me passava suas composições e gravações das músicas do Low Levels of Serotonin. Após a finalização da gravação dos vocais pelo Guilherme Malosso que estava de mudança para a Europa, o Willian me convidou à auxilia-lo na finalização da produção, mixagem e masterização. Fizemos um ótimo trabalho juntos no Desdominus e percebemos que a nossa velha química ainda estava viva! O resultado ficou espetacular, um Death/Doom com muito sentimento, melodias muito bem elaboradas, pianos incríveis, os vocais extremos do Guilherme junto as vozes limpas do Wilian se encaixaram perfeitamente ao som. Eu basicamente mantive todos os timbres de guitarra definidos pelo Wilian, ajustando apenas os demais elementos e finalizando a masterização.

“O resultado de nosso trabalho em conjunto foi tão positivo que ele me convidou a fazer parte do Low Levels of Serotonin, o que aceitei imediatamente! Para o segundo álbum deste projeto estaremos compondo juntos novamente. Mal posso esperar por isso!
“Tenho certeza que muitos irão se surpreender com a qualidade das músicas deste álbum. Composições memoráveis, execução perfeita, uma mescla do que melhor aconteceu no Death/Doom com influências Black dos anos 90!”
O álbum se chama “Kátharsis” e será lançado em julho via Heavy Metal Rock. A arte da capa ficou nas mãos do artista Carlos Fides (Artside Studio).




 NervoChaos: novo clipe ‘Whisperer in Darkness’
Já está disponível o novo clipe do NERVOCHAOS para a pesadíssima faixa ‘Whisperer in Darkness’, retirada de ‘Ablaze’, novo álbum do quarteto brazuca e ser lançado mundialmente pela Hammerheart Records.
O trabalho contou com a produtora Video Dayz, com direção de Jeorge Simas, direção de fotografia de Douglas Ferreira e color grading por Regina Mimi. Assista:
https://www.facebook.com/NervoChaos/videos/279087519706154/
‘Ablaze’, oitavo trabalho completo de estúdio, será lançado no início de junho. O material foi gravado no Alpha Omega Studio (Blevio / Itália), ao lado do produtor Alex Azzali que também o mixou e masterizou. A capa do álbum foi criada por Nornagest (Ibex Designs), que já trabalhou com nomes como Enthroned, Morbid Angel, Destroyer 666 e muitos outros.




Proxima  → Página inicial

Total de visualizações

Baphomet

Baphomet

As mais lidas