Especial 04 Anos Parceiros na Estrada do Underground


Hail Headbangers, nossa equipe pensou várias formas de comemorar nosso aniversário mas acreditamos que a melhor de todas seria agradecer a todos que estiveram com a gente nessa jornada então nesse especial vamos indicar mídias, sites, canis do youtube, páginas do facebook etc... todos aqueles que dividem com a gente a luta para manter a Cena viva.

 O Subsolo: Para começar nossa lista não poderia ser outra, o Subsolo é um mídia que formou se no ano de 2015 idealizado por Maykon Kjellin o portal do Undergound, abre espaço para para o Rock/ Metal e suas subdivisões , estando presentes também no Instagram, Twitter e Facebook e Youtube, além de uma equipe espalhada pelo Brasil, fazendo o Subsolo uma das melhores mídias do país , como não bastasse a equipe ainda desenvolve o festival O subsolo que este ano chegará na terceira edição.
http://www.osubsolo.com/


Urusssanga Rock Music Iniciando sua jornada na cidade que dá nome ao blog e hoje localizado na região Serrana , o Urussanga rock music é capitaneado por Guigo Romagna e Leandra Sartor além do blog, vamos destacar também o canal do youtube que é bem ativo e tem sempre entrevistas bem interessantes e cobertura de eventos.
http://urussangarock.blogspot.com/



 Mutante Radio: O programa Underground Extremo começou na radio o subsolo porém quando o proejto acabou, era possivel que o programa terminasse também , mas graças ao empenho de Maykon Kjellin (tu é foda irmão) fomos apresentados ao pessoal do Mutante radio e hoje fazemos parte da programação e nos orgulhamos muito disso, mas além do nosso programa a mutante tem para todos os gostos, e recentemente lançaram o aplicativo para você poder sempre ficar ligado na mutante
http://www.mutanteradio.com/

Flashbanger: Conhecemos o pessoal do canal na cobertura do Maniacs Metal meeting 2018 , onde fizemos uma entrevista que em breve estará no nosso canal do Youtube, o Flash Bangers capricha seja na cobertura de eventos além de cobertura fotográfica de eventos , entre no canal e se inscreva.



A Hora Hard: O Papai de todas as mídias aqui do sul, Sem exagero muitos de nós somos fãs declarados do trabalho do Daniel Russo, seja na radio onde tudo começou em 2004 ou por meio dos videos e entrevistas do Youtube, e as coletâneas, o nome já indica que o eixo principal era o hardcore mas hoje ele faz o serviço de fortalecimento paras as bandas independentes



 Metal Etílico O programa Metal Etílico surgiu quando uma emissora local das ondas da FM resolveu dar espaço a dois rapazes fãs de Metal e cerveja gelada.
De lá para cá, o programa teve alteração em sua formação, mas sempre seguindo com sua linha fundamental a apoiar bandas independentes do cenário brasileiro e internacional, assim como conta com o apoio de amigos de mídias independentes que trazem quadros e alimentam este programa que está a mais de 3 anos em atividade.
Desde sua estréia na FM até aqui o programa passa então a ir ao ar pela linha das web rádios. Wendell Farias Pivetta é o comandante deste nobre programa que alça seu crescimento com muita busca e união, sendo um programa muito bem elaborado e que conta com a colaboração desde amigos enviando quadros, músicas ou apena ouvindo a boa música.

http://www.metaletilico.com/

 Roadie Metal: A voz do Rock, A Roadie Metal teve seu início oficial no dia 10 de maio de 2014, quando foi ao ar o primeiro programa, comandado por Gleison Junior. A partir dai tivemos mais de 260 programas com mais de 200 bandas, como não bastasse desenvolveram ainda, a coletânea Roadie Metal que já passou da sétima edição e em 2017 foi lançado o primeiro DVD coletânea.
Em 2015 Roadie Metal lançou o projeto de um portal na Web ou seja, eles não param de apoiar a cena por isso mesmo, somos fãs.



Fanzine Mosh: 30 anos , provavelmente mais experiente do que muitos dos nossos leitores Fanzine Mosh foi criado de uma união entre os amigos Leon Mansur, Bruno Buys, Mário Léo e Andre Smirnoff, que tinham muita vontade de transmitir através de fotos a cena metálica numa época em que só existia telegrama, carta, telefone em casa (mesmo assim para muitos poucos), como únicos meios de comunicação. Vinis e revistas durante um bom tempo eram importadas e muito caras, e no mercado editorial só existia alguns poucos fanzines e as revistas Rock Brigade e a Metal.O objetivo do Fanzine Mosh sempre foi de fazer uma publicação escrita de fãs para fãs com um trabalho de qualidade, bem redigido que abrangesse desde o Hard Rock ao Grind Core, sempre empenhados em querer que mais e mais gente pudesse ter acesso a mais informações, sem deixar de saber de suas bandas favoritas e das novas aliando dois mundos e apoiando a renovação necessária no estilo.

http://fanzinemosh.com/

 Metal Media: Uma parceria que possuímos muito orgulho a Metal Média comemorou ano passado dez anos de apoio as banda e acreditando no talento delas , por isso mesmo divulgamos uma boa parte do seu cast, que é estrelado com Funeratus, Deep Memories , Drowned entre tantas outras.


 Força Metal Br é um projeto que tem como principal objetivo apoiar e divulgar de bandas de metal brasileiras,bandas que estão começando,que não tem apoio ou grandes trabalhos ainda. Como o nome deixa claro eles se dedicam a apoiar aqueles que estão ai na batalha,
Também apoiamos bandas de rock (não só de metal extremo),bandas autorais ou de tributo/cover,também divulgamos noticias esporadicamente de bandas famosas assim como shows destas em território brasileiro,e também de bandas não brasileiras que procuram o projeto para divulgar seu trabalho.




Viper: Os 30 anos de Theatre Of Fate


A partir de 2018 nós adotamos uma politica no Underground Extremo de resenhar alguns trabalhos clássicos para a cena brasileira independente se eles são extremos ou não mas são sem duvida relevantes, e com esse espirito que pagamos tributo agora para Theatre of Fate o trabalho que fez eu ouvir power metal pela primeira vez e até hoje um dos melhores registros do estilo na minha opinião .
Soldiers of Sunrise, (antecessor desse registro) não é um trabalho ruim pelo contrario mas foi aqui no segundo registro que a banda não só se tornou um dos nomes mais fortes do metal nacional como mostrou autenticidade sonora, é possível perceber muito elementos do angra antigo no T.O.F

Fizeram parte dessa formação Guilherme Martins na bateria André Matos Yves Passarell (guitarra), Felipe Machado (guitarra) e Pit Passarell (baixo), foram responsáveis por um álbum muito mais trabalhado e diferenciado do que haviam feito antes. A pouca idade dos músicos contrastava com o talento e a grandiosidade do que eles estão preparando aqui.



Aqui já chegamos em um ponto mais polêmico , comparado com o trabalho anterior, esse seria menos pesado? ai depende pois é possível dizer que esse trabalho é mais melódico e com grandes elementos de música clássica influência do Mattos, mas percebe se que a banda está mais virtuosa.

O trabalho abre com Illusions. uma bela melodia que casa bem com o clima do trabalho, particularmente são poucas as intro que me agradam, mas Illusions é uma abertura perfeita para o trabalho em um todo repare como essas intro trabalhadas fizeram partes do trabalho do Angra e do Shaman por exemplo.

At Least Chance é um hino do Power Metal, sua estrutura foi herdada da música clássica o teclado dá um toque especial para música e a mesma possui a quebra de andamento, e os vocais de André impressionam , isso é uma constante ao longo do trabalho.

Velocidade e virtuose também estão presentes em To Live Again essa veio para agradar os fãs da fase mais speed e o trabalho de bateria é muito bom, e os solos  são marcantes não atoa que a turnê da volta do Viper recebeu o nome To Live Again Tour.

A Cry From the Edge foi eleita para ser o vídeo clipe do trabalho, é importante ressaltar que videos clipe naquela época eram uma das maiores formas de divulgar um trabalho, por isso a decisão de qual musica seria a escolhida , é de vital importância , então tome uma dose cavalar de guitarras gêmeas e um flerte bem vindo com o Heavy tradicional, na opinião desse que vos escreve essa seria a segunda melhor música de toda a carreira da banda. 


Eu disse a segunda porque temos Living for the Night essa musica dispensa apresentações sendo só ela melhor que toda a discografia de mutias banda de metal espada dragão que existem hoje em dia

Prelude to Oblivion é uma música tipica composição de Andre Mattos,pois ela tem um uso de vozes mais teatrais e ao mesmo tempo não abre mão do peso, sendo que cria uma atmosfera para o que teremos depois duas canções mais apoteóticas a primeira, a faixa titulo que mantem o clímax e ainda pode ser considerado mais um momento extremamente  pesado do álbum e Moonlight que trata se de uma adaptação da sonata de Bethoveen, mostrando o caminho que o vocalista seguiria no futuro e aqui também apresenta se o ponto de ruptura, parte do Viper queria abraçar o peso, e Mattos queria algo mais clássico , resultado disso,a separação e logo depois o surgimento do Angra, e o resto é história, independente disso Theatre of Fate é um clássico irretocável e mostrou para o mundo a qualidade do metal nacional em todos as suas subdivisões

Andre Matos - vocal, teclado

Felipe Machado - guitarra

Yves Passarell - guitarra

Pit Passarell - baixo

Sérgio Facci - bateria


Tracklist:


1. Illusions 01:51

2. At Least a Chance 03:59

3. To Live Again 03:29

4. A Cry from the Edge 05:11

5. Living for the Night 05:26

6. Prelude to Oblivion 03:45

7. Theatre of Fate 06:18

8. Moonlight 04:40


Dissecando EPs # 07: “Broken Vow- Aske


Cinco faixas espalhadas em pouco menos de vinte minutos, e um trabalho que fica marcado na cena extrema nacional, não existe exagero nenhum em apontar que Broken Vow como um grande destaque para os apreciadores da cena extrema.

O mais assustador é o fato de saber que tal obra foi assinada por um duo, que conseguem passear por tantos estilos dentro metal que fica até difícil apontar referencias Felipe Salvini e Lucas Duarte estão de parabéns e mostram que são dignos dos elogios do álbum de estreia Once e esse EP registra os oito anos de Underground dos músicos, e cria a expectativa do que eles ainda podem nos apresentar



Já chama a atenção a capa do registro e o logo da banda , que não se priva de ser blasfemo e deixar claro as suas raízes sonoras, abrindo o opus temos Meadows In Shade um trabalho que tem um Groove a frente e umas palhetadas bem Thrash oitentista o que pode não agradar os mais puristas o que seria uma bobagem pois esse trabalho como dizemos é brilhante e a cada musica uma sonoridade nos surpreende o que é ótimo prova disso vem em Menschwerdung um Death Metal com as veias do anos noventa, podendo estar presente em trabalhos como Morbid Angel

Broken Vow apresenta a carga de ser a faixa titulo e aqui podemos classificar como um Death Metal melódico mas longe dos momentos mais felizes de sons como Children of Bodon e sim um ótimo equilíbrio entre peso e agressividade.



“Mardi Gras” é um dos sons mais legais que escutei a tempos a pegada dessa musica empolga demais um petardo e fecha o registro Übermensch que une duas das minhas preferencias o Death Metal e a filosofia de Nietzsche, ou seja o Aske está um nível acima, se você leu até aqui sem dúvida curte metal extremo então não deixe de ouvir esse trabalho e aguardamos novos registros do Aske


Tracklist:

1. Meadows Is Shade

2. Menschwerdung

3. Broken Vow

4. Mardi Gras

5. Übermensch





Mundo Underground #07

Hail Headbangers, Acreditamos que o Metal é um estilo Universal e que não importa o idioma , ou região que a banda se encontra todos compartilhamos do mesmo amor pela cena Extrema, confira 05 indicações do nosso Mundo Underground sétima edição

1) Bestiarum (Arg) Banda recente formada no ano de 2018 na região de La Plata, forma da por: Angel Coria - Vocals/ Juan Bach - Guitarras/ Tobi Ferreyra - /guitarras/ Lucas Arrigoni - Baixo/ Hernan Said - Batería o som praticado pela banda é o que podemos chamar de Death Metal Melódico com influencias de Dark Tranquility, In Flames entre outros no ano de 2018 lançaram o seu primeiro registro Fragmentum Vanus, um opus que chama a atenção pela qualidade do material . 



2) Imperio Nocturno (Bol) Formado em 1998 e depois de ter passado por algumas mudanças de formação,e pela fase de lançar demos e compilações finalmente chegaram no seu full El ocaso de los tiempos, que confirmou o nome da Imperio Nocturno como um dos maiores representantes do Black Metal Boliviano. Formada atualmente por: Semiazas Vocal e guitarras, Santi Oráculo no baixo e Chugo Chugo na Bateria 



3) Veritatem Solam (Egito) Formada no Cairo, essa banda expressa por meio de suas letras suas visões acerca da politica as religiões, com uma sonoridade que apresenta elementos do Black, Death, Com muitas influências de progressivo seu álbum de estreia foi lançado em 2015 Unholy Protrusions of Divinity e em 2018 lançaram o single que deve marcar um novo trabalho da banda Intimidation & Beckoning



4) Spiritual Ravishment,(Rom)   apresentamos para nossos leitores o autentico  Transylvanian extreme death metal grindcore a banda na verdade começou praticando um Death Metal com fortes tendencias para o grind , sendo que ao passar do tempo foi anexando mais elementos do Death core, o que deve fazer a alegria dos bangers que curtem um som mais moderno, formada por: Sebastian Stancu - vocal/ Andrei Bejusca - guitarras/ Andrei Jumuga - bateria . Lançaram até agora duas demos e dois eps e o seu primeiro álbum completo foi Children of the Atom




5) Stormlord (Ita) Ah um tempão que quero falar dessa banda aqui, na verdade ela já em bem conhecida para quem vasculha o Underground mas, fica a dica pois o que você encontra aqui é o verdadeiro Black Metal sinfônico aquela sonoridade pomposa do Rhapsody só com muito mais agressividade lançaram até o momento o seu 5° registro o poderoso hesperia de 2013 formam a horda Cristiano Borchi: vocais/  Gianpaolo Caprino: Guitar, Synth, Clean Vocals /Andrea Angelini: Guitarras/Francesco Bucci: Baixo/ Riccardo Studer: Keyboards, Piano, orchestral programming 
David Folchitto: Bateria







Notas Extremas # 37

Hail Headbangers, hora de se atualizar do que está ocorrendo na nossa Cena Underground Está no ar nossas Notas Extremas Edição- 37

1) Fusiller  banda divulga música de Extreme Torture : Contagem regressiva para um dos álbuns mais aguardados do Thrash Metal brasileiro em 2019 ser lançado! Trata-se de “Extreme Torture”, da banda paranaense FUSILEER, que acaba de liberar a primeira faixa, intitulada “Toxic Or Human”.
Com um instrumental que nos remete ao que há de melhor na escola alemã dos anos 80 e com letras ásperas contendo fortes críticas sociais, a música mostra um pouco da brutalidade que está por vir




2)  Monstrath: Banda disponibilizou todos os seus videos oficiais : Enquanto o debut álbum, “The World Serves To Evil”, não chega ao Brasil, os paulistas do MONSTRATH seguem divulgando massivamente seus videoclipes lançados recentemente.
A banda acaba de disponibilizar três vídeos das músicas “Child Of God”, “Demon Sold” e “Stygian” em sua página oficial do Facebook, facilitando ainda mais para que os usuários do site/aplicativo possam curtir um pouco mais da brutalidade deste atual trabalho, assista agora:

“Child Of God”: https://www.facebook.com/Monstrath/videos/1197595797060996/

“Demon Sold”: https://www.facebook.com/Monstrath/videos/1581217628689531/

“Stygian”: https://www.facebook.com/Monstrath/videos/2188893454482148/


3) Pandemmy: Banda divulga lyric vídeo de “Almost Dead”, confira: Os pernambucanos do Pandemmy  já estão trabalhando em seus próximos lançamentos, e visando encerrar o ciclo de divulgação do segundo álbum, “Rise Of A New Strike” lançado em 2016, a banda acaba de divulgar seu mais novo lyric vídeo.
Desta vez, a faixa a ganhar destaque foi a intitulada “Almost Dead”, que contou com o trabalho audiovisual desenvolvido pela MS Motion Design, onde além da letra, cenas com a atual vocalista, Rayanna Torres, foram apresentadas, assista:



4) MOTÖRBASTARDS: Adquira agora os ingressos promocionais para o ‘Motörhead Day 2019

Está chegando um dos eventos mais aguardados de Curitiba/PR e região! Os amantes do Rock n’ Roll e, principalmente, da lenda Motörhead já se preparam para o ‘Motörhead Day 2019’, organizado anualmente pelo MOTÖRBASTARDS.
O show acontecerá no dia 16/03/2019 no Tork n’ Roll Bar e contará com a banda organizadora, Devil Sin, Made in CWB (Tributo a Iron Maiden) e Fuga da Alma (Tributo ao Black Sabbath e Ozzy Osbourne), além da presença do icônico baterista Mikkey Dee – ex King Diamond (1985 – 1988), músico foi membro oficial do Motörhead de 1992 a 2015 e hoje integra o grupo alemão Scorpions. 



5) Armahda: assista trecho de nova música gravada no MetalDays: No dia 25 de julho de 2018, o ARMAHDA se apresentou no renomado festival MetalDays, realizado na cidade eslovena de Tolmin entre os dias 22 e 28. O festival contou ainda a presença do brasileiro Max Cavalera e Soulfly, além de nomes como Behemoth, Accept, Judas Priest, Kataklysm, Loudness, Rage, Belphegor e muitos outros.
Além de conceder uma entrevista no dia da sua apresentação ao jornalista musical e editor Sasho Borisovski – Zeus para o Hard n Heavy MK Macedonian TV Show, a banda divulgou recentemente um trecho de uma música inédita:

https://www.instagram.com/p/BtLzjqnhWaq/



Especial Otacílio Rock Festival 2019 - Parte 04: sons que não podem ficar de fora.

Hail Headbangers chegamos na nossa ultima parte do nosso especial onde apresentamos um pouco mais das bandas que irão se apresentar no festival, e de quebra fizemos nossas apostas de sons que não podem ficar de fora confira :

Angry: fechando a noite de sábado a Angry vai manter os thrashers até o ultimo momento do festival apresentando uma sonoridade rápida com letras agressiva com temas que vão de distopia, politica e criticas sociais, quero destacar o som que batiza seu segundo trabalho Future Chaos, tocar depois de uma lenda é para muitos uma tarefa complicada mas tenho convicção que o Angry tirará de letra.



Silent Empire: presença confirmada em grandes festivais isso porque a banda é simplesmente fantástica, isso se explica tambem pelo fato de temos como seu frontman Ivan Fabio Agliati (V/G) um grande apoiador da cena extrema catarinense, e recrutado pelo musico temos também Israel Horstmann (D) Aline Iladi (G) Arthur Neto (B/V). Anop passando lançaram o seu debut chamado
Dethronement Of All Icons e desse registro deve sair o set list e minha faixa favorita Hail the Legions 



SYN TZ, Surgida no ano de 2012 a banda de Balneário Camboriú sabe bem os caminhos que precisam para se consolidar no Underground, ou seja ótimas músicas, apresentações marcantes e um trabalho que chama a atenção pela garra e qualidade de suas musicas isso encontramos em Heavy load Atualmente formada por Jay Heart - Vocal Marco A. G. - Guitarra Edu Beeck - BaixoJuninhu Vormehlen - Bateria



Hillbilly Rawhide : um dos grandes Headline do festival e não por menos por menos pois estamos falando dos pioneiros do Country Rock Alternativo formada no ano de 2003 e por terem esse pionerismo serviram de inspiração para várias outras bandas, em 2007 lançaram “Ramblin’, Primitive and Outlaw!”, que é de longe um dos meus trabalhos favoritos da banda que atualmente está formada por: Mutant Cox – voz/guitarra/violão, Mark Cleverson – violino/voz, Joe Ferriday – piano/voz,Osmar Cavera – baixo acústico, Juliano Cocktail – bateria/cajón



Especial Otacílio Rock Festival 2019 - Parte 03: sons que não podem ficar de fora.

Hail Headbangers o OTA 2019 está cada vez mais próximo, confira mais algumas informações e apostas de sons de bandas que estarão se apresentando no Festival

Posthumous Comemorando os 20 anos do debut My Eyes, They bleed a banda decidiu voltar aos palcos e sem dúvida essa foi uma das melhores noticias do Metal Nacional nesses tempos, afinal de contas estamos falando de uma horda que marcou o cenário Mundial recebendo elogios ate mesmo de membros do Impaled Nazarene, atualmente eles se encontram em estúdio preparando um novo trabalho, e se for apontar um som que não pode ficar de fora seria Beyond The Infernal Gates 



Genocídio: Desafio nossos leitores a achar uma banda que seja tão original em seus trabalhos e que tenha flertado com tantos estilos como a Genocídio , e nem de longe isso é uma critica pelo contrario  poucas bandas podem se vangloriar de ter gravado registros que seja marcantes para fãs de Death , Doom, Thrash e Heavy formada nos anos 80 na verdade até hoje não entendo como o Genocídio não atingiu o maisntream pois não flata qualidade para trabalhos como Hoctaedrom, Posthumous e The Clan, apontar apenas um som soa ate´mesmo como uma heresia mas não posso deixar de fora um dos sons mais recentes da band que tornou se obrigatória a fantástica Kill Brazil


Final Disaster Formada em 2013 por , Kito Vallim inicialmente como um projeto o musico foi recrutando músicos de altíssimo nível para liberar toda a sua musicalidade criando uma proposta de som ora melódica ora mais agressiva com influências literárias e culturais criando o som da Final Disaster,um som que não pode ficar de fora é o single de 2014 a música Another Victim, eles estão trabalhando em um novo registro estamos ansiosos. Atualmnete formada por: Kito Vallim - Vocal, Laura Giorgi - Vocal Daniel Crivello - Guitarra, Rodrigo Alves - Guitarras, Felipe Lúcio - Baixo, Bruno Garcia -Bateria. 


 Krucipha: O autentico metal pinhão formada em Curitiba no ano de 2010 a banda é responsável por uma sonoridade autentica que transita pelo Thrash com fortes doses de Groove e Death Metal, além do uso da percussão que nos remete as obras do nação Zumbi com doses cavalares de peso. Com uma boa dose de experiencia por ter participado de alguns festivais como River Rock , e Orquídea negra festival a banda volta pra os palcos do Ota para divulgar seu trabalho mais recente trabalho Inhuman Nature e destaco como musica que não pode ficar de fora Victimia faixa que ganhou um vídeo clipe 


Carniça: Depois de ter estreado em terras catarinenses no Rock In Hell do campo, a Carniça volta para SC e se no show do ano passado eles destruíram tudo sendo uma das melhores atrações do festival, não podemos esperar algo diferente disso no OTA-2019 o Heavy Rotten da banda chegou no seu ápice com o trabalho auto intitulado por isso foi muito complicado indicar apenas um som mas vamos da paulada chamada Terrorzone.





Scars: A saga do Inferno chega ao seu final: Lúcifer está entre nós


Depois da empolgação com a noticia do seu retorno a Scars, está disposta a recuperar o seu tempo perdido, depois do hiato de uma década a banda retornou ejá apresentou seu cartão de visita com a música Armageddon



A
gora temos mais um ataque que veio na forma de Silent Force, com um clipe totalmente produzido pela banda com a direção de Rogério Del Vecchio, com as gravações ocorridas no estúdio do guitarrista Ed Navarrette

Essa canção vem finalizar uma historia que começou no EP The Nether Hell a saga da criação do inferno agora em Silent Force Lúcifer está entre nós e controlando os passos da humanidade. e a música em si, pois bem ela vem com uma cadencia e um peso excepcional com alguns elementos de Heavy Metal latente.

Como fãs fomos presenteados com esse retorno basta agora espera os ataques nos palcos assim como Lúcifer A Scars está entre nós 





Bisho Extreme Fest: segunda banda confirmada para festival catarinense

O Bisho Extreme Fest de 2019, tem tudo para ser o melhor de todas as edições. Após anunciar a primeira banda com uma marretada na orelha, é a vez de conhecermos a segunda banda confirmada para esse festival brutal que Tubarão/SC e região tem orgulho de receber: AxVx : Anal Vomitation é o nome da vez.



Oriunda de Indaial, estado de Santa Catarina e com uma proposta de fazer um som sujo, repulsivo e doentio, a banda teve seu início em setembro de 2013, onde 4 amigos decidiram compor canções bailantes ao melhor estilo Tupa-Tupa, com teor doentio, no intuito de causar ânsia, nojo e aflição. Contamos com 2 álbuns produzidos de maneira independente e 2 splits com bandas brasileiras e europeias. Em produção um split com bandas Sul-Americanas, através do selo Toilet Records (MEX).

As letras basicamente falam de depravação humana, tortura sexual, DSTs, necrofilia e podridão. Essa é a Anal Vomitation - Pornogore/Goregrind, com influências de bandas do cenário nacional, como Flesh Grinder, Ovários, Offal e também do cenário internacional como Rompeprop, Gutalax, Spasm, Mortician.

Formação:
Teko Gore - vocal

Sujeira - guitarra
Trash Molinari - bateria
Malária das Trevas - baixo

Confira uma prévia da pancadaria que está por vir:



Maiores informações:
https://www.facebook.com/BISHOEXTREMEPRODUCOES/

Confirme presença no evento:
https://www.facebook.com/events/2322936981365111

Fonte: MK ASSESSORIA

AlkanzA: ouça agora mesmo o novo álbum "Caos Codificado"

O AlkanzA segue cada vez mais insaciável e acaba de lançar no último domingo (10) o seu novo disco intitulado "Caos Codificado".  




Antes do lançamento, os catarinenses do AlkanzA reuniram no Califórnia 85 Studios, algumas mídias da região sul, para que os mesmos tivessem uma audição antecipada do disco, resultando em boas resenhas antecipadamente ao disco. 

As resenhas apresentadas por: Metal Etílico, Cultura em Peso, Underground Extremo e O SubSolo, alcançaram o resultado esperado pelos membros, causar curiosidade no público que devorou o disco no dia do lançamento, sendo que ouviram como se fosse o último disco a ser ouvido em suas vidas. 

O disco está disponível nas melhores plataformas de streaming, porém, "Caos Codificado" tem uma peculiaridade ímpar relacionado a outros discos lançados pelo grupo. O disco está disponível também em versão física, que pode ser adquirida com os membros ou pela fanpage oficial do AlkanzA: https://www.facebook.com/alkanzaofficial.

Escolha a plataforma digital de sua preferência e não deixe de ouvir "Caos Codificado":
https://www.deezer.com/fr/album/86439062
https://open.spotify.com/album/0sVKaJBq4Nbb3yRVaC04eF?si=WzSBSka5QhqZvt88M1R-RQ
https://www.youtube.com/watch?v=Dqo9lHOHixY&list=OLAK5uy_naa3r6ZRDW5vFoFwetbBnxLQgD2gdAbSY

AlkanzA tem o apoio de R.Nandi Premium Guitars, Califórnia 85 Studios, Agosto Negro e MK Assessoria.

Fonte: MK ASSESSORIA

Proxima  → Página inicial

Total de visualizações

Baphomet

Baphomet

As mais lidas