{lang: 'en-US'}

quinta-feira, 2 de julho de 2020

Terror Underground #20: "Casamento Sangrento" (2019)

Salve Headbangers e fãs da sétima arte!
Quinta-feira aqui no Underground Extremo costumamos apresentar a vocês algo relacionado ao mundo sombrio da arte do terror, seja por meio de um livro, banda que utiliza essa temática em suas composições, ou com um filme, como é o caso desse texto, a vigésima edição do Terror Underground, falaremos aqui de "Casamento Sangrento".


Eu não sei se só sou eu que penso assim, mas cerimônias de casamentos sempre têm uma tensão no ar, seja da noiva querendo agradar aos convidados, mais até que o próprio noivo, seja do futuro esposo que estampa em sua face as dúvidas em relação a decisão que tomou e que está prestes a concretizar e oficializar perante seus conhecidos. Querendo ou não, casamento é um pacto, muitos sentimentos e emoções estarão presentes não só no casal, mas em todos que presenciam tal ato.


E em "Ready Or Not", "Casamento Sangrento", na tradução brasileira, esse conceito é evidenciado e extremado, levando o filme a níveis altos de humor, gore e terror, numa forma que prende o telespectador do início ao fim.

A história apresenta como protagonista Grace, a noiva, que é interpretada por Samara Weaving, em um contexto onde ela está realizando seu sonho de se casar com Alex (Mark O'Brien). Vinda de uma família da qual ela não mantém contato, é no dia da cerimônia  que Grace conhece os parentes de Alex, e descobre algumas atitudes um tanto quanto confusas e duvidosas, da nobre família. Seu noivo, é integrante de uma família rica que se estabeleceu por meio da criação e venda de jogos de tabuleiro.

Logo após a cerimônia, Grace é avisada pelo seu noivo que, para entrar na família, ela necessita, além de dizer o "SIM", passar por um ritual, que se trata de um jogo de sorte realizado por meio de cartas, e é aí, que começa o brilhantismo da moça. Cabe destacar que o sucesso do filme se dá por meio da atuação de Samara Weaving, a mesma atriz do filme "A Babá", mas aqui ela mostra uma atuação mais madura, cativante e sofrida, pode-se assim classificar.

O filme não é uma grande obra cinematográfica que te leva a reflexões mais complexas, até poderia, pela história que o permeia, mas o roteiro segue mais a linha comédia envolvendo ritual satânico. Vale a pena tirar um tempo para assisti-lo!



Total de visualizações

Baphomet

Baphomet

As mais lidas