Resenha #138: "Korvak" (2019) - Korvak


Acredito que já tenha dito algumas vezes mas é uma explicação plausível, pois somente um país tão fodido como o Brasil poderia desenvolver banda extremas tão boas como as nossas aqui, a cada dia aparece novos ou consagrados nomes com uma baita vontade de destruir nossos pescoços e ouvidos e sem duvida a Korvak se encaixa nessa descrição formada no ano de 2011 onde seus integrantes estavam na faixa etária de 13 a 15 anos a partir dali a estrada foi amadurecendo o trio que depois de dois Eps "Ritual" de 2015 e "Mind Malefactor”, de 2019 chegaram  no seu Debut auto intitulado, mas que poderia ser chamado também de tempestade de riffs e ode ao metal da velha escola.



"Hybris" é uma intro que me lembrou "The Ballad" do Testament, um respiro pré porrada que vem a seguir "Pandemonium"vem na sequencia e é fatalmente uma das minhas favoritas os solos dessa musica remetem aos tempos que era comum os guitarristas fritarem seus instrumentos um trabalho que deixaria o Mustaine dos velhos tempos orgulhoso e o vocal tem flertes com o Death Metal que dão um tempero a mais para a música.

A gente mal respira e logo vem "Mind Malefactor" faixa que batiza o segundo EP e todas as qualidades apontadas a banda se intensificam a cozinha dessa musica e absurda e o refrão é feito para a gente cantar junto ares de Dark Angel nessa faixa ame cativaram muito.


"Eagle Death" tem uma batida tribal mas quando tu pensa que vai vim um Roots da vida a banda entrega um Thrash altamente técnico , essa técnica também aflora em "The Hydrocyclone: No. 1 - Apex, No. 2 - Vortex "o que esse baixista faz é algo de outo mundo além de uma parte acústica muito bonita por sinal, mostrando o nível técnico da Korvav que la pelos seus sete minutos volta a velocidade, sabe a "Orion" do Metallica agora imagina mais rápido é por ai

"Maniac" rompe as barreiras do Thrash / Death e o trabalho se encerra com "Dike" mais uma linda peça instrumental de puro felling e originalidade.

Em tempos que muitas bandas se perderam na sonoridade atual é gratificante ouvir trabalhos como esse feito de Headbangers para Headbangers.

Formação:

André Brito: Vocal/Baixo/Guitarra
Gabriel Pontes: Guitarra/Baixo
Cláudio Montevérdi: Bateria e Percussão

Track list

1.Hybris
2.Pandemonium
3.Mind Malefactor
4.Eagle Death
5.Empty Soul
6.E.O.D. (Empire of Dust)
7.The HydroCyclone: No. 1 - Apex, No. 2 - Vortex
8.Maniac
9.Dike





←  Anterior Proxima  → Página inicial

Total de visualizações

Baphomet

Baphomet

As mais lidas

Postagem em destaque

Underground Extremo: O Portal da Música Extrema

Hail Headbangers! Finalizamos 2019 como um ano muito significativo para todos nós do Underground Extremo . Em termo de números, chegamos a ...