{lang: 'en-US'}

sábado, 25 de julho de 2020

Resenha #150: "Subversive Need" (2020) - Pandemmy

Há tempos que Pandemmy vem dando largos passos para se tornar um dos grandes nomes do nosso metal nacional, e motivos para isso não faltam, além de ser uma banda formada por músicos extremamente técnicos, eles sabem, como poucos, fazer uma sonoridade que já é identificável nos primeiros acordes. Nesse novo trabalho, a banda apresenta um 'mix' entre o 'Thrash' e o 'Death' Metal fazendo assim, um dos seus melhores álbuns.



Esse é o primeiro trabalho onde o guitarrista Guilherme assume os vocais e não faz feio, só fico imaginando o empenho que esse cara vai ter para, além de cantar, executar as linhas de guitarras desse álbum, completam o time da banda o único remanescente da formação original Pedro Valença nas guitarras, Marcelo 'Santa Fé' no baixo e Vitor Alves na bateria.

Time apresentado, vamos ao trabalho, que já ganha muitos pontos positivos pela capa, pois a arte consegue transmitir bem a mensagem que a banda pretende passar ao longo da audição do 'play' o que casa bem com o conceito apresentado nesse álbum, pois não existe terror maior do que a vivência na nossa sociedade atual. 

Deforestation abre o álbum com uma pegada de 'Death Metal Old School' bem arrastada e pesada, lembrando o trabalho dos catarinenses do Orthostat (resenha no link: http://www.undergroundextremo.com/2020/07/resenha-149-monolith-of-time-2019.html).

Na sequência Neo Hate já vem com uso de coros que remetem ao 'Thrash' e ficou simplesmente sensacional, essa influência da velocidade e levada 'thrasheira' pode ser sentida também em Terror Paranoia

Webcaos conta com a participação de Lohy, do grande Reabelliun e é uma cacetada sem pudor! Falando em participações, não posso deixar de citar também a presença de Danilo Coimbra (Malefactor e Divine Pain) em Free Mumia (A Panther In The Cage), esse som ao lado de Xenophobia, apresenta letra com críticas ácidas e maduras, mostrando que o Pandemmy não tem medo de se posicionar e por isso mesmo,  ganharam ainda mais o meu respeito. 



Em um ano que vai ficar marcado na história por atitudes estúpidas vindas de vários lados, a arte é um acalento, então mais do que nunca, vamos valorizar o metal nacional e bandas como o Pandemmy, fazem muito por merecer!

TRACLIST:
1) Defloration 
2) Neohate 
3) Free Mumia (A Panther In The Cage) 
4) Webcaos 
5) Xenopobia
6) I Choose My Blood
7) Terror Paranoia
8) The Ilusion of Suffering 
9) Charlottesville


FORMAÇÃO:
Pedro Valença - guitarras;
Marcelo 'Santa Fé' - baixo;
Guilherme Silva - guitarras e vocal; 
Vitor Alves - bateria.



Contatos:

Revisado e editado por Carina Langa.

Total de visualizações

Baphomet

Baphomet

As mais lidas