{lang: 'en-US'}

sexta-feira, 27 de março de 2020

Resenha #137: "End'evour" (2019) - As The Palaces Burn

A região sul de Santa Catarina na década de 80/90 foi um grande epicentro para os 'Headbangers'. Com bandas de qualidade e eventos que levavam um considerável público, porém, com o passar do tempo, parte desse poder foi se enfraquecendo e a cena local deu uma esfriada, mas a chama não se apagou e a região voltou a ter nomes fortes para quem acompanha esse cenário, como The Undeadz Man, Silent Empire, Violent Crisis, Somberland e, a que vamos apresentar aqui, As The Palaces Burn, que não só lançou um excelente 'debut', mas um dos melhores trabalhos de 2019.


Claro que ao olhar a formação da banda, não surpreende tal qualidade, pois temos aqui um seleto grupo de músicos experientes, Diego Bittercount (Symbolica) nas guitarras, Alyson Garcia (ex-Enforcer) nos vocais, André Schneider (ex-Thoten) no baixo e Gilson Naspolini (que também integra a Mundo Analógico) na bateria.
A diversidade dos músicos fez com que a nova empreitada dos mesmos só se tornasse um grupo com personalidades e sonoridades únicas e a química que alcançaram obteve resultados muito bons como podemos ver em seu trabalho "End'evour".


A abertura do trabalho, Ritus Pacis, casa bem com o cenário retratado na capa e faz o seu papel de 'intro', eu particularmente não curto 'intros', mas essa passa rápido e já abre espaço para L.E.O.H., um excelente cartão de entrada para entendermos a proposta da banda. Note como os 'backing vocals' são responsáveis pelo peso a medida que a faixa vai ganhando cada vez mais densidade.

The Devil's Hand foi o primeiro 'single' a apresentar a proposta do grupo, talvez por isso seja uma das minhas favoritas do registro. A forma como a variação de vocais se completam ficou muito boa e o trabalho da cozinha e das guitarras nos remetem aos momentos mais pesados do 'prog' metal, outra faixa que mostrou essas influências foi I Tried, com linhas de bateria arrebatadoras. 

Um dos grandes diferencias da As The Palaces Burn é o fato de que eles sabem transitar entre as velhas escolas do metal, mas com toques de modernidade, ouça, por exemplo, Face Your Hell e Arcanum. E para mostrar que eles não estão para brincadeira, apresentam uma faixa tributo ao King Diamond com Abigail, e quem conhece o 'Rei Diamante' sabe o quanto fazer um 'cover' dele é para poucos, devido ao alto nível que o som requer, e o As The Palaces Burn conseguiu não só isso, como também já marcar seu nome no frutífero cenário do metal nacional.


TRACKLIST:
1) Ritus Pacis
2) L.E.O.H.
3) The Devils Hand
4) Gonna Be Fall
5) I Tried
6) The Absence
7) The Passage
8) Arcanum
9) Incarnate
10) Face Your Hell
11) Turns to Black
12) Abigail

FORMAÇÃO:
Alyson Alves - vocal;
Diego Bittencourt - guitarra e vocal gutural;
Gilson Naspolini - bateria;
André Schneider - baixo.

Revisado por Carina Langa.

Total de visualizações

Baphomet

Baphomet

As mais lidas