Terror Underground #12: "66 Grandes Filmes De Terror" - Parte 02

Hail Headbangers! Passamos o 'Halloween' e não poderíamos deixar de apresentar a segunda parte do nosso especial de 66 Grandes filmes de Terror. Dessa vez, focamos nos filmes no intervalo de 1991- 2019, lembrando que não é um ranking, ou seja, acreditamos que cada um tem o seu filme favorito, e claro que teremos ausências na lista, então comente aí pra gente poder pensar na lista de 2020!


Parte 02

1) O segredo da cabana (2012): Um filme que decide homenagear todos os clichês do Terror, então a medida que você acha que entendeu o filme, ele vem e inverte tudo, ou seja, pega o telespectador de surpresa! Assista até o final 'lovecraftiano'.

2) Corrente do mal (2014): Um terror psicológico com um final aterrador e uma ameaça que é sexualmente transmissível. Esses elementos foram responsáveis para classificar esse filme nessa seleta lista, ou você ama ou odeia! Eu me enquadro na primeira.

3) Raw (2016): Depois do Silêncio dos Inocentes, tratar o canibalismo ficou um campo difícil de competir, mas se alguém pode fazer isso, sem dúvida, é o cinema francês. Raw é perturbador, por isso ele está nessa lista.

4) Primavera (2014): E pensar que quase desisti desse filme pela metade, parecia  um romance, você pode pensar que está diante de um drama até a meia hora final do filme, que te da um soco no estômago com gosto.

5) Deixe-me entrar (2008): Assista a versão original, que por ser sueco tem um clima mais mórbido, uma visão da perda da inocência e o conto do vampiro levado a outro patamar, poucas vezes um filme com subgênero romance me agrada, mas esse passa fácil. A versão americana não é de toda ruim, o que é um milagre!

6) A Serbian Movie (2010): Um dos poucos filmes que só vou assistir uma vez na vida. Depois de um puta trabalho na internet, achei a versão sem cortes. E esse filme é doentio, poucas vezes o limite do espectador foi testado. Assista só se tiver bastante certeza.



7) Corra (2017): A estréia de Jordan Peele no terror é um conto macabro de questões raciais, hipnose e uma viagem que se aproxima da ficção cientifica. Não foi Peele que criou a crítica social para o terror, como muita gente desinformada diz, mas ele soube como poucos usar essa ferramenta.

8) O Chamado (2002): Curiosamente aqui temos um processo inverso. O trabalho americano, na minha opinião, consegue ser superior ao original o The Ring japonês, claro que isso tem méritos  para as atuações, mas principalmente para a direção de Gore Verbinski, responsável pelo verdadeiro 'tsunami' de J horror, que marcou os anos 2000.

9) Funny Games (2007): Outra refilmagem que não ofende a obra, isso porque na verdade são idênticas. Dono de um dos 'plot twist' mais controverso da história, até mesmo irônico, afinal de contas, você gosta da violência, por isso está assistindo isso.


10) Hereditário (2018): Ari Aster tem dois filmes na sua carreira e os dois estão nessa lista. Fanatismo? Pode até ser, mas dos diretores da nova geração, ele é meu favorito e sua estréia é superior ao seu segundo trabalho, isso porque o clima de degradação familiar aqui é assustador, e o mais importante, há vitória do mau, é isso que queremos.

11) Midssomar (2019): Então, depois de Hereditário, Aster vem com essa provocação a relacionamentos tóxicos e a questão do desapego, além de toda a mística de um festival, o choque cultural, o homem de palha da nova geração.

12) A Bruxa (2015): Meu filme de terror favorito, depois de O Exorcista. E se essa lista estivesse em um ranking, este seria o primeiro! Uma aura de heresia está presente aqui, fazendo esse filme ter uma carga de referência monstruosa. Caso não tenha gostado, assista outra vez e outra, e outra...


13) A fronteira (2007): O terror francês é conhecido por não ter piedade do seu espectador. Então aqui temos um dos melhores exemplares do gênero. Aqui vale todas as indicações de que se você não estiver preparado, fuja desse! Na minha opinião, o segundo melhor do estilo, o primeiro segue abaixo.

14) Martyrs (2008): O melhor filme do terror Francês, e olha que esse título é primoroso, devido a forte concorrência e extrema qualidade do cinema daquele país. Esse filme possui algumas camadas e mudanças de andamento, e disputa com O Nevoeiro, um dos melhores finais de terror desse século. Ah tem um 'remake'... Fuja!

15) Rec (2007): Terror espanhol que depois ganhou umas sequências que foram ladeira abaixo. O estilo câmera na mão aqui, é bem funcional e em boa parte do filme realmente, parece que estamos assistindo um programa da TV, que deu muito errado, como já é padrão dessa lista. Final muito bem construído e um 'remake' extremamente bosta. 


16) Extermínio (2002): O nome que esse filme ganhou no Brasil não diz nada, 28 dias depois, que seria seu título original, é muito mais impactante! Enfim, um cara acorda no hospital em um mundo pós-apocalíptico e não estamos falando de Walking Dead. Esse filme inglês renova a mitologia dos zumbis, muito mais agressivos e rápidos.

17) Bruxa de Blair (1999): Nos primeiros anos da internet, Bruxa de Blair foi um falso documentário. Muita gente caiu na história de que as fitas encontradas realmente eram relatos. E com o rótulo de ser um dos primeiros do estilo câmera na mão, foi o pai de muita porcaria que veio no seu encalço, incluindo uma continuação, mas esse é um dos melhores exemplos que terror não precisa ser sempre expositivo.

18) The Invitation (2016): Na verdade não chega a ser um terror, é muito mais próximo de um suspense, mas não poderia deixar esse filme de fora da lista. Devido sua construção claustrofóbica e seu final que responde algumas dúvidas, mas deixa outra no ar. Tente adivinhar o final dessa paranoia e erre todos os seus palpites.


19) Creep (2014): Ame ou odeie! Bem, no caso de Creep, ame! Pois o filme aqui, de produção independente, apresenta o diretor atuando em uma história de um 'filmaker' que é contratado para fazer um serviço e continuar com o resto seria 'spoiler', mas embarque na viajem do filme, o final vai te deixar nocauteado.

20) Invasão zumbi (2016): O terror coreano é incrível, e esse filme é a prova máxima disso. Pegue um tema batido como zumbis e coloque como pano de fundo uma relação entre pai e filha. Além de cenas que deixam a ameaça real. Romero sem dúvida, ficaria orgulhoso com essa obra.

21) The void (2016): Terror e ficção científica se cruzam nesse horror de criatura. Note como esse gênero do terror estava meio esquecido, mas por sorte volta com força nesse filme. O enigma do outro mundo com toques de Lovecraft, um filme pouco conhecido no Brasil, uma pena.


22) Garota sombria caminha pela noite (2015): Um filme de empoderamento e ao mesmo tempo, de choque cultural pois a personagem principal é Iraniana, se isso não for motivo o suficiente para esse filme esta na lista some a lista gore e uma trama muito bem amarrada.

23) Um lugar silencioso (2018): Uma experiência de entretenimento, afinal de contas se você embarca na proposta, qualquer barulho vai te incomodar. Uma cena de parto muito bem feita e uma ótima ideia de não tentar explicar a criatura. Vai ter continuação, então talvez quebrem o clima, mas este, merece estar aqui.

24) O nevoeiro (2007): Um final que deixou até Stephen King angustiado, mas melhor que isso, como eu disse acima, filme bons de criaturas são poucos, e O Nevoeiro não perde tempo tentando se explicar, isso é ótimo! Mais um filme que leva à reflexão de quem são os monstros.


25) Invocação do mal (2013): Ah... James Wan, como você me enganou meu jovem, vou causar ódio aqui, mas beleza, esse é o último filme de terror bom que ele fez! E depois abriu a porta pra 'tosqueiras' de bonecas idiotas! Enfim, Invocação do Mal tem seu papel importante por levar público para o terror, mas já que está aqui, assista os outros dessa lista.

26) Jogos mortais (2004): Muito antes de virar uma franquia e cair para os lados do 'torture porn', esse primeiro filme é um suspense muito bem conduzido, com uma pegada de 'gore' principalmente na reta final, e sim um final bem consciente! Depois... Bem, depois, virou um rolo ferrado e vai ganhar um 'reboot', lá vem...

27) A órfã (2009): Há algo errado com Esther e tem algo muito errado em não gostar desse filme. Com grandes atuações é um filme muito mais próximo do suspense do que do terror de fato, mas só pelo fato de ter sido baseado em uma história real, já vale uma vaga aqui.


28) Fome animal (1992): Peter Jackson ganhou a fama sendo diretor de O Senhor dos Anéis, mas pouca gente sabe que o diretor começou com um 'Thrash' com T maiúsculo. Coisas lindas como cena de sexo de zumbis, um bebê zumbi no parque e o melhor uso de um cortador de grama na história do cinema.

29) A entidade (2012): Esse aqui é o ruim que fica bom! Eu na verdade teria muitos filmes para botar nessa lista, mas esse entrou mais por questão de emoção e crianças malvadas também, pois sempre me chamam atenção. Assista se você curte os genéricos de Invocação do Mal.

30) Babadock (2014): Aqui sim, terror pra gente adulta! (Kkkkkk) O drama da depressão e da questão da maternidade sendo trabalhada da forma mais visceral. Esse filme eu odiei à primeira vez , mas depois repeti a dose e não é que o desgraçado cresce, e como cresce! Assista, pois ele não vai sair da sua cabeça por um tempo.



31) Pânico (1996): Wes Craven conseguiu criar dois ícones do terror e dois filmes que estão aqui na lista. Só que ao contrário de Freddy, o Ghostface muda de personagem, mas assim como o mestre dos sonhos, as continuações são terríveis. Responsável por trazer o 'Slasher' de volta a moda, merece lugar na lista. 

32) Um Drink no Inferno (1996): Tarantino no terror não tem como não dar certo. O mais legal é ver que esse filme é dois em um só, começa como um filme de suspense e depois vai para o terror e comédia, uma 'piração', no melhor sentido da palavra!

33) Gritos mortais (2007): "Não tinha filhos Marie Shaw, bonecos só!"... Pois é, James Wan tem um amor por bonecos. Aqui o diretor vai mostrando que tinha o dom, sim "tinha"... Mas enfim, uma trilha sonora muito legal e um final de terror, não é maravilhoso, mas serve.


Revisado por Carina Langa.

←  Anterior Proxima  → Página inicial

Total de visualizações

Baphomet

Baphomet

As mais lidas

Postagem em destaque

Underground Extremo: O Portal da Música Extrema

Hail Headbangers! Finalizamos 2019 como um ano muito significativo para todos nós do Underground Extremo . Em termo de números, chegamos a ...