Resenha: "Obedientia" (2019) - DarkTower

Reconhecimento é sem dúvida uma das maiores virtudes, digo isso porque depois de ter lido nossa resenha para o trabalho "Eight Spears" a horda DarkTower escolheu o Underground Extremo para ser uma das mídias que teve a honra de ouvir "Obedientia" com antecedência. Demorei para escrever a resenha, porque gosto de ouvir o trabalho muitas vezes para fazer uma crítica mais detalhada, pois bem, vamos a mesma:

Não é segredo que o 'Black/Death' é de longe um dos meus gêneros favoritos, e sempre afirmo que o Brasil é um celeiro maldito de hordas e não vejo exagero algum em dizer que "Obedientia" está entre um dos melhores lançamentos do estilo em 2019, estando a quilômetros de distância de muitas ´porcarias que ganham atenção aqui no país só por serem bandas 'gringas'.

Apresentado pela banda como sendo:

"Um manifesto contra essa onda de obediência cega, que assola a sociedade nos dias atuais, e fala de todo tipo de libertação e rebeldia, seja ela espiritual, cultural, sexual e filosófica”.


Impossível não apoiar toda essa postura e esses ideais. E já deixo claro que minha admiração pela horda só aumentou! Acompanhar as letras desse trabalho irão fazer você se aprofundar na obra e entender a arte gráfica, que é perfeita. 

Bem até agora não falei das músicas em si, mas se for definir esse trabalho, evolução é a palavra que mais se encaixa. A banda está em um outro patamar na sonoridade, e as passagens de 'Heavy' Tradicional são super bem vindas ouça Winged Snake Communion

Punishment cumpre bem o seu papel de 'intro', deixando o clima sombrio para Downfall, um verdadeiro arrasa quarteirão. Flávio Gonçalves é um vocalista completo e versátil, fiquei impressionado como ele consegue ir do gutural para o rasgado nas mesma música.

Sem deixar você se recuperar God Above Nothing, disputa o título aqui de melhor música do trabalho. Raphael Casotto e Rafael Morais nas guitarras são dois monstros, as variações em Praxis Against Ignorance impressionam e só estamos na metade do trabalho.

A faixa título Obedientia é épica! Um contra ponto muito interessante com a grosseira (no melhor sentido da palavra), The Carnal Esplendour. Finaliza o trabalho ...As the Obedient Marches to the Abyss…, em uma melodia que deixa um clima de terra arrasada, forçando a gente a querer ouvir o trabalho repetitivamente.

Rodolfo Ferreira além de baixista foi responsável pela arte gráfica do trabalho. Já quero uma camisa com essa capa, que vai entrar nas cabeças de melhores trabalhos gráficos de 2019. Programado para sair em novembro, já deixo registrado aqui, esse é o melhor trabalho de 'Black/Death' do ano! Sim, pode parecer que estou no 'hype', mas após o lançamento, venha ler essa resenha outra vez e diga se não está correta...

Em tempos que muitas pseudo hordas envergonham o nome do Metal,  nos enche de orgulho saber que temos bandas como a Darktower. "Obedientia" é pesado, urgente e necessário. 

DarkTower é: 

Flávio Gonçalves (vocal); 
Raphael Casotto (guitarra); 
Rafael Morais(guitarra); 
Rodolfo Ferreira (baixo); 
Rômulo Grilo (bateria) 

Track List:

01. Punishment 
02. Downfall 
03. God Above Nothing 
04. Higland Ceremony 
05. Winged Snake Communion 
06. Praxis Against Ignorance 
07. Obedientia 
08. Rites of Conscience 
09. The Carnal Esplendour 
10. ...As the Obedient Marches to the Abyss… 


Revisado por Carina Langa.

←  Anterior Proxima  → Página inicial

Total de visualizações

Baphomet

Baphomet

As mais lidas

Postagem em destaque

Underground Extremo: O Portal da Música Extrema

Hail Headbangers! Finalizamos 2019 como um ano muito significativo para todos nós do Underground Extremo . Em termo de números, chegamos a ...