Mundo Underground - Especial Copa América Grupo C


Hail Headbangers, chegamos na última parte do nosso especial da Copa América apresentando algumas bandas responsáveis por manter o Underground de sues países, independe de quem ganhar o torneio esperamos ter apresentado bandas de eximia qualidade para nosso leitores

Uruguai

1) Vermiforme: Com um som bem experimental passeando pelo Doom e Sludge por isso apresenta músicas experimentais, obscuras , densas e por isso maravilhosas, claro que ares de Black Sabbath são perceptíveis em toda a obra ou seja mais um motivo para ouvir os trabalhos como o mais recente lançado em 2019 Iris La condena del génesis en el lodoso valle de los gusanos.



2) Maquinaria Pesada: O Nome é genial e não deixa dúvida que estamos a frente uma banda que pega pesado, um detalhe interessante é o fato deles transitarem por vários estilos dentro do Metal tendo o Thrash/Hardcore  como estilo principal porém não único. confira seu mais recente trabalho Cuna de Mierda, um EP com cinco faixas.



Magna: Formada em 2007 com uma proposta que transita pelo Thrash, Death, e Black com algumas influências de progressivo, quem vem da técnica apurada dos músicos. Em 2013 é lançado o seu primeiro disco: En Forma Humana e atualmente eles vem trabalhando na produção do seu segundo trabalho.


Equador

1)Mentor Grind: formada com o nome de banco de Semen, e em 2014 mudou para o nome atual, sua proposta é o grind , com alguns elementos do pornogrind, seu mais recente trabalho é La maldad, super recomendada para quem curte musica que ofende a moral e os seus ouvidos


2) Kdaverium: Melodic Black Metal que iniciou sua carreira no ano de 2000,e dois anos após lançaram a demo “Apocalipsis” um trabalho que remete aos melhores momentos do Dimmu Borgir por exemplo pois eles utilizam a estrutura de melodias aliada ao peso constante. Não deixe de observar o trabalho “Tu Sangre” Atualmente KdaveriuM está integrado por: Oscar Carlosama (Voz), Alfredo López (Guitarra), Stalin Santiana (Guitarra), Santiago Rojas (Bajo), Evelyn Esparza (Teclados) Rodrigo López (Batería).


2) Vultur Gryphus: O nome pode parecer estranho mas na verdade é o nome cientifico para o Condor uma ave muito comum na América Andina, sua proposta musical é tão original quanto o nome por isso a banda mesmo afirma que não se prende a esteriótipos e gênero, mas para quem gosta de rotular não deixa de observar a banda tem elementos do Death e Grindcore como no trabalho La humanidad es carroña



Chile

Anal Flesh:  formada em 2004 com o proposito de executar um Death Metal extremamente brutal que vangloria a brutalidade sangue e psicopatia, do país chileno poucas banda atingem tal índice de brutalidade  ouça trabalho Eating Human Remains para confirmar o que eu digo 



Cadaverous Incarnate: formou se no ano de 1998 esse outro grande nome da podreira feita nas terras chilenas, impressiona como esse país tem bandas de extrema violência depois de algumas mudanças de formação e lançamentos de EPs , a banda passou por um hiato mas retornaram e lançaram um opus doentio Fetal and Majestic Rotten Incarnation



3) Suffering Dusks formou com o objetivo de resgatar as raizes do Death / Doom Metal dos inícios do anos noventa considerado por mutos a década de ouro do estilo, associado a isso entra na sonoridade elementos de Dark Ambient, o que da ares de originalidade e peso para a sua proposta, some a isso uma visão niilista do futuro da humanidade e então encontramos um trabalho memorável, recomendamos: The fall of a Dying Sun (from While We Cross the Sunset)




←  Anterior Proxima  → Página inicial

Total de visualizações

Baphomet

Baphomet

As mais lidas