Opinião: A preocupante invisibilidade do Metal Nacional


Passamos nessa última sexta Feira 13 pelo famigerado dia mundial do Rock, tivemos muitas comemorações, festivais, memes bombando nas redes sociais, além de bandas medalhões como o Krisiun, liberando som inédito, e o Angra divulgando seu mais recente clipe com a participação da Sandy (ambos fantásticos por sinal), até aí tudo bem, realmente são grandes nomes no metal nacional e até nos orgulha o sucesso que essas bandas atingiram merecidamente.

Entretanto, algo preocupante é que o Metal Nacional não se limita a um seleto grupo de cinco bandas, que venderam milhões de CD’s ao longo do mundo, e que fazem apresentações em grandes festivais como Rock in Rio, Wacken e Hellfest, o Metal Nacional é formado por milhares de bandas de headbangers, que muitas vezes tiram dinheiro do bolso para pagar um ensaio, que vendem o que possui para poder lançar um CD, que ficam meses e até anos para poder lançar um trabalho de qualidade, e se deparam com a realidade, que, poucos se importam com tanta dedicação.

Essa pauta veio de uma longa e franca conversa com Alex Voorhees, do Imago Mortis, sua banda é sem dúvida um dos maiores nomes do Doom Metal nacional, e lançaram recentemente um poderoso álbum: LSD, que tem grandes chances de frequentar muitas listas de melhores do ano mas, mesmo com todo esse feedback positivo a banda ainda é vista como underground, parafraseando o Ancesttral, muitas bandas brasileiras recebem o rótulo de “famoso desconhecido.

Se você está lendo esse texto em um blog com nome Underground Extremo, com certeza se interessa pelo menos um pouco com o que ocorre no nicho do Heavy Metal, e sabe que não falta qualidade para nossas bandas, de todos os gêneros, desde o Black metal até o Grind, do Power ao Gótico. Se o problema não é esse, então porque nosso underground não se fortalece e atinge resultados que tanto almejamos? O título desse texto dá uma pequena pista.

A internet é sem dúvida uma porta para se conhecer novas bandas, e ter acessos a materiais que antes seriam quase impossíveis, lembro na minha adolescência onde ficava esperando tocar na rádio alguma música do Iron Maiden para poder gravar na minha fita K7 e ficava torcendo para o radialista não falar no meio da música, hoje, em alguns minutos no youtube, já é possível conhecer centenas de bandas, além disso, temos as mídias alternativas que fazem um esforço monstruoso para manter a qualidade da informação. Nós aqui do “Underground Extremo”, fizemos 13 indicações de clipes para ouvir no dia 13, “O Subsolo” faz todo fim de semana indicações de bandas, além das resenhas de ótima qualidade dos nossos parceiros do “Metal na Lata”, “Urussanga Rock Music”, “Cultura Em Peso”, “Road To Metal”, entre tantos outros. 



Com tantas fontes de informações de qualidade, porque as bandas não recebem mais apoio? Seria essa a invisibilidade a qual nos referimos, falta curiosidade para sabermos o que está sendo lançado. Faça o teste: Você conhece as bandas da sua cidade e do seu estado? Quantos festivais você foi esse ano? Já indicou alguma banda para um amigo? Consegue citar ao menos cinco lançamentos de metal nacional que ouviu esse ano? Enfim, são pequenas ações assim, que podem fortalecer o cenário, não basta mais ficar espalhando que o rock tem dia e o funk não, que nosso estilo arrasta multidões etc... Não espere o dia 13 de julho para comemorar, valorize o nosso Metal Nacional enquanto ele ainda existe.

←  Anterior Proxima  → Página inicial

Total de visualizações

Baphomet

Baphomet

As mais lidas