Resenha: Predileção pelo Macabro - Flageladör (2018)


E o Flageladör chegou no seu quarto álbum, e como é bom saber que temos bandas fiéis a sua origem desde o trabalho a noite do ceifador que essa banda carioca não decepciona e porque faria isso agora não é mesmo, esse é aquele tipo de cd que você bota pra ouvir com uma gelada na mão e curte todo o resgate oitentista do metal que para muitos ( me incluo fácil nesse grupo) foi a melhor época para o Metal.
O carrasco Armandö Executör é um fã de nomes como Sodom , Destruction, Razor entre outros e tais influências convertem se para um old speed/thrash em português que pode não ser original mas é empolgante e muito bem executado.


A capa é quase uma referencia ao que aconteceu com mutos de nós, note como o garoto coloca os fones pega um vinil na mão e pronto o pacto está feito e sem dúvida ganhamos uma Predileção pelo Macabro.

A intro "Entre o Martelo e a bigorna", cria o clima para "Nas minhas veias corre fogo", refrão forte letra idem, a pegada speed vem em "Alta voltagem" , e "Terror pôs atômico"a surpresa vem na faixa titulo onze minutos de uma viagem puramente Heavy.

Gravaram esse registro Armandö Exekutör( guitarras e vocais), Hugo Golön (Bateria),  Alan Öld-Sküll (Baixo), Jean Nightbrëaker (guitarras) , ouvir registros do flagelador é ter a certeza que nós vendemos nossas almas para o Heavy Metal , ouça alto e urre 666

Track List 

1. Entre o Martelo e a Bigorna
2. Nas Minhas Veias Corre Fogo
3. Máxima Voltagem
4. Terror Pós-Atômico
5. Queimando nas Chamas do Heavy Metal
6. Micromega
7. Eternamente Cinza
8. Predileção Pelo Macabro
9. O Infiel
10. M.A.F. 



←  Anterior Proxima  → Página inicial

Total de visualizações

Baphomet

Baphomet

As mais lidas