Resenha Clássica: Cruelty and the Beast- Cradle Of Filth (1998)


Amado por uns odiado por outros, sem duvida muitas bandas podem se encaixar nessa descrição e o Cradle of Filth é uma delas, porém  para a tristeza dos detratores de plantão a banda inglesa liderada pelo alucinado Dani Filth tem trabalhos de extrema relevância e foi responsável por apresentar o Black Metal ( por mais que mutis negem esse rotulo) para ouvintes que por meio deles chegaram em sons mais extremos como Marduk, Dimmu Borgir, Gorgoroth entre outros.

Em turnê pela América Latina o Cradle of Filth vem executando na integra um dos seus trabalhos mais icônicos o fabuloso Cruelty and the Beast, por isso peguei o trabalho para ouvir e minhas impressões você encontra abaixo 


Como Historiador e apaixonado pela literatura , duas coisas me chamam atenção as letras de Dani Filth são inspiradíssimas e nesse trabalho é narrado a lenda de Elizabeth Bathory a condessa do sangue e toda a mitologia que a envolve com o fato de la acreditar que se banhando em sangue manteria a sua juventude eterna

O C.O.F sempre me passou a impressão de um projeto de Dani Filth por isso que sempre tiveram muita troca de músicos, mas impossível não destacar o trabalho avassalador de Nicholas Barker um monstro das baquetas, o que ele faz nesse cd é absurdo ouça Cruelty Brought Thee Orchids por exemplo e o vocal de Filth também é uma aula, pois ele vai do gritado para o gutural,sendo um bom discípulo do mestre King Diamond. 

Once Upon Atrocity, é uma intro interessante e logo cede espaço para Thirteen Autumms and a Widow, faixas longas são uma vertente comum no Cradle, e essa é uma delas a mudança de andamentos não enjoa nenhum momento.

Outras características da banda é o erotismo que é explicito em Venus in Fear”e na belíssima capa desse trabalho, e a influencias de heavy Metal clássico como em “Lustmord and Wargam” e The Twisted Nails of Faith com solos inspiradíssimos

Atualmente esse trabalho não me soa assim tão impactante pois meu gosto é mais extremo e a obra dos ingleses me parece muito acessível , porém temos aqui um trabalho forte, digno de elogios e que explica todo o barulho em cima do nome Cradle of Filth, mesmo que você considere essa banda muito midiática , dê uma chance para esse trabalho, pois poderá mudar de opinião. 



Track List 

"Once Upon Atrocity" (instrumental)
2. "Thirteen Autumns and a Widow"
3. "Cruelty Brought Thee Orchids"
4. "Beneath the Howling Stars"
5. "Venus in Fear" (instrumental)
6. "Desire in Violent Overture"
7. "The Twisted Nails of Faith"
8. "Bathory Aria"
9. "Portrait of the Dead Countess" (instrumental)

←  Anterior Proxima  → Página inicial

Total de visualizações

Baphomet

Baphomet

As mais lidas