Shadowside: "Shades of Humanity" / Sempre Indo Além

Foi no ano de 2001 que a banda de Santos - SP, "Shadowside", lançou "Dare to Dream", e tal titulo não poderia ser mais sintomático pois eles ousaram a sonhar, ousaram ir além e hoje é uma força representativa do metal brasileiro.

Entretanto, a banda tinha uma difícil missão, superar o poderoso "Inner Monster Out", um trabalho irretocável que fez a banda atingir patamares inimagináveis, pois bem, passaram-se seis anos e em setembro de 2017, nos foi apresentado a "Shades of Humanity", e o que achamos de tal trabalho você encontra nas próximas linhas...

Primeiramente, podemos dizer que "Shades of Humanity" é um sucessor direto de IMO, para quem curtiu o trabalho anterior (assim como eu), esse é um fator positivo, porém, para quem esperava uma reestruturação na fórmula, pode achar que a banda se acomodou, o que na verdade, seria uma visão bem reducional.


Aqui Magnus Rosén, faz sua estreia e o ex "Hamerfall" está bem integrado a banda, sendo que, seu nome aparece em algumas composições, e falando nelas, sem dúvida, esse sempre foi um dos pontos altos do "Shadowside", "Alive" é um convite ao bate cabeça, com os vocais de Dani Nolden, como sempre de cair o queixo, é notável como ela consegue colocar interpretação em cada letra, sem sombra de dúvida ela está um passo a frente de muitas vocalistas femininas, além de a música ter ganho um vídeo clipe fantástico:

"The Fall", que abre o CD, já nos demonstra o cuidado com a produção, feita por Fredrik Nordström e Henrik Udd, repare no peso das guitarras e lembre que entre trabalhos já assinados por eles, temos "IN Flames" e "Arch Enemy", tais influências estão presentes em “Beast Inside" e "Drifter”
A banda mostra também novos caminhos, que podem aparecer em trabalhos como "Stream of Shame", ao mesmo tempo que deixa a sua marca com "What If", sendo aquela música que ao ouvir, você sabe que se trata de "Shadowside"


Evoluir sem perder a personalidade e lançar um trabalho marcante, quantas bandas podem se orgulhar de fazer isso? Sem dúvida poucas, e o "Shadowside" se confirma como mais uma banda que nos encherá de orgulho mundo afora, longa vida ao Metal Nacional!!!

Line-up:
Dani Nolden (vocal, teclados)
Fabio Buitvidas (bateria)
Raphael Mattos (guitarra)
Magnus Rosén (baixo)

Tracklist:
1. The Fall
2. Beast Inside
3. What If
4. Make My Fate
5. Insidious Me
6. The Crossing
7. Stream of Shame
8. Parade the Sacrifice
9. Drifter
10. Unreality
11. Alive

←  Anterior Proxima  → Página inicial

Total de visualizações

Baphomet

Baphomet

As mais lidas