{lang: 'en-US'}

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Resenha #18: "Centvrian" - Malefactor

Foi a partir da década de 90 que o 'Death' Metal passou a abranger uma mescla maior de estilos, rompendo de vez as barreiras que possuía com a melodia e até mesmo trazendo influências que em outras horas seriam totalmente distantes e que hoje casam perfeitamente com a mensagem e o clima tétrico, que o Malefactor deseja passar.

Com esse pensamento, foram compostos verdadeiros clássicos no metal mais extremo, sendo que para quem curte essa proposta, torna-se imprescindível conhecer a horda baiana Malefactor, que no seu 4° trabalho "Centvrian", conseguiu, como poucos, criar uma estrutura teatral, magistral e principalmente extrema.



Vale comentar, que seria injusto dizer que tais experimentações são novidades para a banda em si, pois esses elementos, como violões e até arranjos operísticos, são frequentes no som do grupo, porém, me arisco a dizer que foi nesse trabalho que a fórmula chegou a níveis tão animadores, e junte a isso uma temática inteligente, pois o centurião do título foi aquele que desferiu o último golpe no nazareno.


Não sou fã de introduções, mas Excelsi é épica e cria o clima perfeito para a faixa título. Destaque para os vocais de Lord Vlad, que consegue transitar do gutural para o mais límpido de maneira muito natural.
Nessa mesma pegada, temos Old Demons, que é uma das minhas favoritas. Siberian Falls e Under the Black Walls of Hell mesclam agressividade e melodia em doses sabiamente equilibradas, assim como, na bonita faixa instrumental Jerusalem lot.

A banda ainda apresenta de onde vem suas raízes, regravando Estuans Interius e Celebrate Thy War, duas faixas do CD de estreia, o "Celebrate Thy War". Aqui, elas ganharam uma roupagem muito mais digna e extrema. E por falar em extremo, as surpresas vem em dois 'cover's' inusitados de Metal Church e Hell’s Bells, você sabe de quem, que ganharam um peso extra muito bem vindo, na verdade, não são 'cover's', são releituras muito interessantes.




Atualmente a banda continua na ativa e lançou o também excelente "Anvil Of Crom" que abrilhanta ainda mais a discografia dessa, que é mais uma horda que orgulha e honra o metal nacional. 

 TRACKLIST: 


1) Excelsi 

2) Centurian 
3) Under The Black Walls Of Hell 
4) Old Demons 
5) Estuans Interius 
6) Siberian Falls
 7) Castle Of Carnal Sins 
8) The Poison Tree
 9) Jerusalem’s Lot 
10) Celebrate Thy War

FORMAÇÃO: 
Cristiano - Teclados;  
Alexandre Deminco - Bateria; 
Roberto Souza - Baixo; 
Jafet Amoedo - Guitarra; 
Danilo Coimbra - Guitarra; 
Lord Vlad - Vocais. 



Revisado por Carina Langa.

Total de visualizações

Baphomet

Baphomet

As mais lidas