{lang: 'en-US'}

quarta-feira, 23 de setembro de 2020

Resenha #152: "Rebuilding the Future" (2018) - Deep Memories

O Desdominus é disparado uma das minhas bandas favoritas. Sempre comentei que eles conseguem fazer a música no seu conceito mais artístico possível, por isso mesmo que, ao saber que por trás do nome Deep Memories temos um músico que fez parte da banda, não é nenhuma surpresa encontrar um trabalho de extrema qualidade! 



Pois bem, Douglas Martins esteve na banda na época do incrível "Without Domain" e agora, em uma jornada solo, ele prova que mesmo em um estilo diferente, a magnitude do som está presente, pois o Deep Memories é a amalgama do 'Doom' Metal e nesse registro "Rebuilding the Future" temos uma criação de uma lúgubre e bela atmosfera. 

Na verdade, é até um equívoco dizer apenas 'Doom', pois o músico, na sua versatilidade, consegue entregar elementos de várias escolas como do 'Gothic' Metal, do 'Death' e do 'Black' Metal. 

When the Time for My Last Breath Comes abre o álbum com peso que vem numa ordem crescente quando entra os vocais rasgados, me remeteu ao DSBM, estilo esse que sou fã declarado! A letra completa essa reflexão. Um adendo, Douglas é um excelente compositor e as reflexões que esse álbum inspira ficam marcadas na nossa alma, como um oceano negro.

Suffocating Grayish Darkness poderia estar em um álbum antigo do Tristania, claro que sem os vocais femininos, e por falar em vocal, a passagem para vocais limpos é muito bem dosada e bonita. There is No End é uma faixa diferente, com uma levada de bateria marcada e um som com flertes com o industrial.

Repare que nos três sons comentados até aqui, já falamos de várias camadas e texturas de sons e ainda há muito mais a ser apreciado, como as linhas de guitarras de Between Two Dimensions e os ares soturnos de Looking at the Black Mirror”e Explicit Way to Relieve Pain.

Antes de fechar essa resenha, não posso deixar de dizer, caso ainda tenha dúvida em relação à ouvir esse trabalho, estás perdendo, já aviso, inicie por The Bitter Taste Of Illusion que é, simplesmente, um dos melhores sons que eu ouvi no ano de lançamento desse trabalho. 

Faltam adjetivos para narrar toda a carga desse trabalho e assim como a arte é livre de rótulos, ouça e permita-se a visitar a escuridão da sua existência.



TRACKLIST:
1) When the Time for My Last Breath Comes
2) Suffocating Grayish Darkness
3) There is No End
4) Between Two Dimensions
5) Looking at the Black Mirror
6) The Bitter Taste Of Illusion
7) Explicit Way to Relieve Pain
8) Erased Directed Mindsets


Contatos:
Site: http://www.deepmemories.com.br/
Email: deepmemoriesbrazil@gmail.com
Instagram: @deepmemoriesbrazil

Revisado e editado por Carina Langa.

Total de visualizações

Baphomet

Baphomet

As mais lidas