Entrevista The Damnnation



Que o Metal nacional é um celeiro de grandes talentos não é novidade para ninguém, e nesse meio cada vez mais competitivo se destacam a s bandas que conseguem unir talento, garra e uma dose de personalidade que as tornem diferenciadas perto a tantas outras. Visando tais desafios mas com uma grande bagem musical surge a banda The Damnnation, confira nossa entrevista exclusiva com esse emergente representante do Nosso Underground


1) Hail! Inicialmente queremos agradecer a entrevista. Sabemos que todo início de banda é super corrido, então dedicar um tempo para a entrevista nos deixa bastante honrados. The Damnnation, surge como uma banda nova no cenário extremo brasileiro. Poderia nos contar como foram esses passos iniciais para a formação e a escolha pelo formato power trio, aproveitando para apresentar o the Damnnation para nossos leitores


Renata - Olá, nós que agradecemos pela oportunidade de neste começo já poder ter espaço para apresentarmos a manda, ainda mais para o público de vocês que é bem vasto =)
Basicamente o formato de trio vem pela praticidade, tanto na logística quanto nas decisões. Além disso, apesar de eu ser guitarrista, gosto do baixo proeminente e com uma única guitarra o instrumento aparece mais.
A banda é: Eu, Renata Petrelli na guitarra e voz, Camis Brandão no baixo e voz e a Cynthia Tsai na bateria e voz.



2) O The Damnnnation, anunciou o lançamento de um single e futuramente um EP. Desde a sua saída da Sinaya e a formação de uma banda nova para nós que estamos de fora parece que foi muito rápido, o quanto desse material já estava pronto? E como foi o processo de composições para o vindouro trabalho?

Renata - Eu já tinha 15 músicas compostas sim, daria para um CD e meio quase, rs. Algumas delas são de antes de eu estar na Sinaya. O que fiz foi ajustar algumas coisas para o formato de trio, puxar o baixo mais para frente já que não teremos uma segunda guitarra para segurar alguns momentos, deixando assim o baixo ter mais presença. Também mudei a afinação. Gosto mais da afinação Ré ou Drop Dó, que são as que estamos usando no EP.

Acabei fazendo algumas demos (bem cruas) e mostrei para as meninas. Fizemos alguns ensaios e junto com o Rogério do Flight Studio, nosso produtor, mudamos alguns detalhes de estrutura principalmente e lapidamos algumas coisas de arranjo na hora mesmo de gravar as guias. Fiz as letras, a Camila me ajudou a encaixar a melodia de voz (já que sou nova nisso, rs) e a Cyn compôs a bateria .

3) Falando um pouco da música World's Curse, ela será lançada dia 10 de outubro e já tive o prazer de ouvir a mesma e posso afirmar que além de muito pesada ela vai para um caminho diferente dentro do metal extremo sendo difícil de classificar em apenas um gênero específico você concorda?
Renata - Sim, concordo. A gente não está muito se prendendo a estilos na verdade. Acho que depois de algumas coisas que passamos, queremos fazer o som e sairmos satisfeitas com ele, entende? Fazermos o que nos dá vontade, prazer. Temos influências, é claro. Das mais diversas e vocês vão encontrá-las por aí, mas não queremos soar como ninguém. Só como nós mesmas e deixar possíveis encaixes de gênero musical para quem ouvir.



4) Recentemente foi revelado que o EP de estreia será chamado de “Parasite”, o que pode nos adiantar do mesmo em aspectos de gravação, e ele sairá em formato físico?

Renata - O processo de gravação está sendo bem tranquilo, com uma vibração e energia bem boa! O Rogério é um cara que tem ótimas sacadas e todas nós estamos bem empolgadas, principalmente porque o processo todo está contínuo. Isso é fundamental para manter a vibe de gravar.
Sim, a ideia é sair em formato físico. Vamos ver o que acontece nos próximos meses.



5) Teremos nesse trabalho a sua estreia como vocalista. Foi difícil se adaptar a essa nova função ou já era um desejo seu, ou cogitou algum nome como vocalista da The Damnnation?

Renata - Na verdade sempre gostei de cantarolar e tocar ao mesmo tempo bandas que eu curto, mas não tinha visto como uma possibilidade mais... séria (?) até então. Acabei virando por necessidade, rs. Mas estou gostando da ideia . Lógico que é um eterno aprendizado!
Sim, chegaram a passar alguns nomes pela minha cabeça. Mas pensei mais na praticidade do trio e que seria uma boa deixa para eu sair da minha zona de conforto .

6) Nervosa, Losna, Eskrota, entre tantas outras bandas com mulheres na formação provam o que deveria ser senso comum, afinal de contas um estilo que prega a liberdade, não pode se prender a pensamentos sexistas, porém ainda nos deparamos com posicionamentos muitas vezes fundamentados em machismos. Na sua carreira profissional você já passou por uma situação desagradável pelo fato de ser mulher e ter uma banda de Metal?

Renata -Sim, já tiveram várias ocasiões mas nem tem o porquê dar tanto ibope. Prefiro focar meu tempo fazendo música, fazendo nosso corre e mostrando com ações, que é nosso som. De resto, só lamento mesmo, rs.

7) Quando teremos a chance de ver a The Damnnation Ao vivo? E quais são as mídias sociais da banda?
Renata -Como estamos nos concentrando na gravação do EP até final do ano, a ideia é fazermos nossa estreia já com o EP em mãos. Então provavelmente será em fevereiro ou março de 2020. Enquanto isso, estamos preparando esse single e um clipe desta música para ir aquecendo os ouvidos do que está por vir.

Facebook: www.facebook.com/theDamnnationofficial

Instagram: @thedamnnation.official

Youtube: https://www.youtube.com/?gl=BR&tab=m1

8) Obrigado pela entrevista gostaria de deixar algum recado para nossos leitores?


Gostaria de agradecer em nome de todas da banda por todo o apoio que muita gente tem nos dado. É muito importante e deixa a gente mais confiante e na “pegada” de fazer acontecer de novo. Fiquem ligados nas redes sociais que nas próximas semanas terão novidades =)

←  Anterior Proxima  → Página inicial

Total de visualizações

Baphomet

Baphomet

As mais lidas