Primordium- Old Gods - (2017) Reverencie os Antigos Deuses


A historiografia sempre será uma fonte inesgotável para o Heavy Metal, são inúmeros exemplos de bandas que utilizaram relatos culturais e rememorações da história mundial, entretanto temos outros que vão mais além, grupos que abraçam algum período ou povo e decidem ir mais a fundo. No que se refere a cultura egípcia, um dos nomes mais conhecidos é o Nile, o grupo estadunidense, sem dúvida é uma máquina do Death Metal, porém aqui no Brasil temos um nome menos conhecido (infelizmente), que vem executando um trabalho de brilhante capacidade técnica, e profundo conhecimento lírico que atende pelo nome de Primordium.

Formada em 1999 no estado do Rio Grande do Norte, a banda chegou a lançar duas demo-tapes, um EP: "Gates of Re-staú: Conjuration Of Daemon Apopi”, um full “Todtenbuch” em 2014 e em 2017 lançaram o álbum "Old Gods”, a qual essa resenha se refere.

O trabalho em sim apresenta um Death Metal muito original, com elementos que podem chocar os mais puristas como vocais femininos, violinos flautas entre outros mas não pense que estamos frente a uma banda de avant garde pois o peso aqui é mantido em todas as faixas.



A brutalidade aqui é a palavra chave , não sou fã de intros mas "Presejet” cria um clima perfeito para, Num (Pralaya), perceba a quebra de andamento nessa faixa e descubra o porque Primordium é uma banda diferenciada, difícil apontar destaques individuais: Gerson Lima possui vocais cavernosos a cozinha composta por João Felipe Santiago no baixo e Lucas Somenzari um baterista excepcional que abre espaço para viradas bem complexas, aliados a eles temos a dupla de guitarristas Thiago Varella e Alex Duarte dois nomes que deveriam aparecer mais nas votações de melhores do ano das mídias especializadas.

"The Awakening (Manvantara)” é uma das melhores musicas do trabalho aconselho a ouvir muitas vezes a mesma para perceber todos os detalhes que ela apresenta, Nuit, tem fraseados mais melódicos  "Lady of Water” e The Scribe”voltam para extremidade, enquanto "Iunet Mehet (Pillar of North)”, é uma faixa instrumental onde flui toda a musicalidade da banda.

Ao termino do trabalho temos uma releitura de "Chernobyl”, música da extinta banda Hammeron, uma banda clássica da região Natalense e o Primordium fez uma releitura mais moderna dando mais peso para o Heavy Thrash do grupo.


Um trabalho inspirador para amantes da cultura oriental, e principalmente para os Headbangers brasileiros Old Gods faz parte daqueles seletos trabalhos que nos orgulha do Metal feito no nosso pais

Hail Primordium

Músicas

01 – Presejet

02 – Num (Pralaya)

03 – The Awakening (Manvantara)

04 – God Of Light

05 – Nuit

06 – Geb´s Throne

07 – Anhu Shu

08 – Iunet Mehet (Pillar of North)

09 – Lady of Water

10 – The Scribe

11 – Chernobyl



←  Anterior Proxima  → Página inicial

Total de visualizações

Baphomet

Baphomet

As mais lidas