Especial Copa do Mundo: Arábia Saudita

Se fazer Metal no Brasil não é fácil, imagina então em um país onde você está arriscando a vida, pois bem, o Metal Extremo não é bem visto na Arábia Saudita, sendo que movimentos ateus ou anti religiosos são vistos como terroristas e condenados a morte, por isso que cada banda que apresentamos aqui é sem duvida formada por guerreiros que honram o estilo.

Arábia Saudita: é um país muçulmano localizado no Oriente Médio, no continente asiático com uma população média de 25,7 milhões de habitantes. Na copa do Mundo está no grupo A e estreou perdendo para a Rússia por 5x0



1)AlNamrood: A horda denomina se Arabian Ocult Metal mas, na verdade é um Black Metal com elementos regionais bem característicos, sendo difícil não simpatizar com a proposta aqui apresentada, ainda mais sabendo do cenário do seu país, além do que, a tradução do nome é não crente, em uma região dominada por crendices religiosas, Al Namrood é resistência.

2) Creative Waste:  Grind, aliado a contestação, ódio e muita violência. A ouvir essa banda tive a certeza, que não importa o pais a musica nos une de uma forma impressionante, infelizmente as redes sociais da banda não apresentam uma biografia sendo possível identificar que a banda formou se no ano de 2002 tendo o seu último lançamento em 2012 o álbum Slaves to Conformity 

                                             
3)Deathless Anguish: banda de Death Metal formada no ano de 2003, apresenta elementos na sua sonoridade que remetem ao seu país  só que em pequenas doses o que impera aqui, e o lado mais brutal e veloz do estilo, como apresentam no seu último registro Demise Inception 
    
                                              
4) Flesh Laceration:Slamming brutal death metal, ou Metal da morte no seu tom mais extremo com influencias de spaltter, infelizmente essa banda só lançou uma demo em 2006 e sumiu, entretanto pelo trabalho é possível dizer que tinha potencial devido a demência que emana do som. 

                                               
5) Grieving Age: um nome mais conhecido para quem curte Death Doom Metal, para quem não é familiarizado a proposta, podemos dizer que nos remete, aos momentos mais pesados do Novembres Doom, ou dos brasileiros do Agony Voices, alem da capa do trabalho, Merely the Fleshless We and the Awed Obsequy ser linda e perturbadora e um detalhe as músicas tem em media 15 minutos cada.

                                                 
6) Immortal Seth: Como dizemos no começo desse texto Black Metal em um país extremamente religioso, é o ápice da blasfêmia A one man band Immortal Seth, é responsável por um black Metal nos moldes europeus tendo apenas um trabalho registrado Darkness Fate de 2012.

                                                  
7) Mephisophilus: Duo de Black Metal formado por Mesphito, e Darius dois músicos que passaram pela horda Al namrood ( como deve se imaginar a cena desse país é muito hermética) musicalmente a proposta aqui é mais old possível lembrando os trabalhos nos primórdios do Burzum e Immortal. 

                                                     
8) Octum: Thrash Metal formado no ano de 2008, sendo que até agora só lançaram uma demo, com uma qualidade de gravação bem razoável, mas que é possível identificar a qualidade dos músicos, e alguns momentos que eles flertam com o Death Metal é bem interessante. 

                                                    
9) Premonition: A dificuldade de encontrar músicos justificam a formação de one man band, e esse Premonition, é um projeto onde o músico Arjun Gill assume todas as funções, e antes de achar esse trabalho alto indulgente vale dizer que o rapaz tem talento  pra isso como ele prova nos seus dois trabalhos o último sendo Suicide Civilization de 2013 

                                               
10) Rivers Running Red: Banda com músicos da região da Palestina, gravou um demo em 2006, e esta para lançar um trabalho em 2008 mas até agora nada, noticias indicam que a banda ainda esta na ativa , para conhecer um pouco da banda tem a participação da mesma numa coletânea de metal árabe.
                                            
11) Wasted Land: Formada no ano de 2005, a horda apresenta uma sonoridade que transita entre o Death,e  Folk Metal sendo que em 2013 lançaram o seu primeiro trabalho auto intitulado, e esta para lançar um trabalho novo em 2018 o que mostra que mesmo com todas as dificuldades a cena nessa região está viva. 
                                           

←  Anterior Proxima  → Página inicial

Total de visualizações

Baphomet

Baphomet

As mais lidas