Rememorando André Matos: "Fireworks" - Angra - Parte 02

Salve Headbangers!
Continuamos nossa homenagem ao Maestro do 'Rock' nacional. Estamos resenhando alguns trabalhos marcantes nos quais André Matos demonstrou toda sua genialidade. Então agora, vamos falar do seu último trabalho com o Angra e um dos meus favoritos da banda, o injustiçado "Fireworks".



Existem vários motivos que explicam o momento conturbado que o Angra vinha passando, desde gerenciamentos, até desgaste natural, pois eles vinham de turnês incríveis, além do lançamento de dois registros clássicos, o "Angels Cry" e o "Holly Land". O "Fireworks" foi o terceiro trabalho, talvez por isso, temos aqui um registro agressivo e indo para caminhos de sons mais pesados em relação aos padrões do metal melódico.

O trabalho tem a produção de Chris Tsangarides e foi gravado no legendário Abbey Road Studios. Realmente não entendo o porque desse trabalho ser tão mal visto pelos fãs e acredito que se existe um "Reason" do Shaman é porque o André gravou o "Fireworks" junto ao Angra



Wings of Reality é uma composição de Matos e mostra a proposta do trabalho já que temos aqui um som do estilo porrada na cara, com linhas de guitarras bem intricadas. Petrified Eyes com seu começo meio 'blues' vira mais um 'show' de versatilidade dos músicos. Lisbon ao lado de Fireworks são os sons que mais marcam a sonoridade do Angra.

Metal Icarus e Paradise são sons que deveriam estar presentes em todos os 'sets' da banda. Mystery Machine apresenta aquelas influências da sonoridade brasileira, os quatro músicos assinam essa faixa. Voltando a Fireworks, ela é, ironicamente, a faixa que menos me chama a atenção, mas claro que uma música simples do Angra é muito melhor que quase toda a cena ''speed' metal masturbátorio' da Europa, rsrsrs.

Ainda temos que citar Speed, pois é a parceria de Loureiro e Matos e vem com um som que mostra virtuosismo em prol da boa música. Destaque ainda para Rainy Nights, último som com a formação clássica. Com todo respeito a todos os trabalhos que o Angra já lançou, mas "Fireworks", na minha visão, é 'top 03' fácil!



TRACLIST:
1) Wings of Reality
2) Petrified Eyes
3) Lisbon 
4) Metal Icarus 
5) Paradise 
6) Mystery Machine 
7) Fireworks
8) Extreme Dream
9) Gentle Change 
10) Speed 
11) Rainy Nights

FORMAÇÃO:
André Matos - vocal;
Kiko Loureiro - guitarra;
Luís Mariutti - baixo;
Ricardo Confessori - bateria;
Rafael Bitencourt - guitarra.

Revisado e editado por Carina Langa.

←  Anterior Proxima  → Página inicial

Total de visualizações

Baphomet

Baphomet

As mais lidas

Postagem em destaque

Underground Extremo: O Portal da Música Extrema

Hail Headbangers! Finalizamos 2019 como um ano muito significativo para todos nós do Underground Extremo . Em termo de números, chegamos a ...