Década do Metal #06

Salve Headbangers!
Vamos conferir agora mais três trabalhos lançados nesses últimos dez anos, para comprovar que, independente do ano, o Metal sempre tem trabalhos significativos nas suas mais variadas vertentes.


1) “Resolution” – Lamb of God 


Para muitos este é um dos grandes sucessores do Pantera. Eu, particularmente, até prefiro eles, esta banda fez parte da nova leva do Metal norte americano, ao lado de nomes como o Trivium e Killswitch Engage. O trabalho em si, tinha uma missão hercúlia que era ir no mesmo nível de dois registros impressionantes o "Sacrament" e o "Wrath", e, bem, "Resolution" não faz feio. Randy Blythe passa a sensação de um monstro enjaulado, perceptível com a raiva que ele transmite em sons como Ghost Walking e Desolation e o resto da banda não deixa por menos, como provam em The Undertow (Slayer, porraaaaaa!!!) e em Cheated. Sabe aquele papo que o EUA não tem cena Metal? Pois bem, os cordeiros de deus provam bem ao contrário!





2) "Phantom Antichrist" - Kreator


Depois do horroroso de ruim, pavoroso, medonho e desgraçado "Endorama" (caso não tenha percebido, eu odeio esse álbum!), o Kreator foi voltando aos trilhos e essa nova fase da banda é coroada com "Phantom Antichrist" que é, sim, um baita trabalho de 'thrash' metal com muitas influências vindas diretamente do 'Heavy' mais tradicional. A faixa título, Death To The World e Civilization Collapse são presenças obrigatórias no 'set list' da banda, o que prova a qualidade do material em questão, não é um "Violent Revolution" parte dois, e sim, uma banda amadurecendo, e isso é ótimo.




3) “Afterglow” – Black Country Communion


Um dos últimos grandes super projetos que surgiu na história do 'Rock'/Metal, e, claro, aquela máxima de super álbuns com super músicos que têm super egos, o que fez o BCC ir para a geladeira, uma pena, mas o que ficou foram registros maravilhosos como esse. A química está toda aqui, Joe Bonamassa é um mestre e Glenn Hughes é um dos melhores vocalistas do 'Rock' de todos os tempos e seu trabalho no Sabbath é incrível, digo isso com tranquilidade. Em um trabalho coeso assim, qualquer faixa é destaque. A abertura é com Big Train, Midnight Sun é um ode ao The Who e minha favorita. Confessor e a faixa título  são dignas de épicos do 'Heavy' Metal. 


Editado e revisado por Carina Langa.

←  Anterior Proxima  → Página inicial

Total de visualizações

Baphomet

Baphomet

As mais lidas

Postagem em destaque

Underground Extremo: O Portal da Música Extrema

Hail Headbangers! Finalizamos 2019 como um ano muito significativo para todos nós do Underground Extremo . Em termo de números, chegamos a ...